A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

20/02/2017 19:34

Área é definitvamente integrada ao Parque Nascentes do Rio Taquari

Nyelder Rodrigues
Parque foi criado em 1999 (Foto: Divulgação)Parque foi criado em 1999 (Foto: Divulgação)

O Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari teve o processo de regularização de uma área que conta com 2,4 mil hectares, finalizado pelo Governo do Estado ao garantir o recebimento em definitivo e escrituração do local, que será gerenciada pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Avaliada em R$ 9,36 milhões, as terras foram repassadas pela SLC Empreendimentos e Agricultura Ltda como compensação com relação a regularização de uma reserva florestal legal da fazenda Planalto, que fica em Costa Rica.

"Temos realizado um trabalho permanente de regularização nas unidades de conservação de Mato Grosso do Sul. O próximo passo para o Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari é dotá-lo de infraestrutura básica. Temos o projeto pronto e recursos de compensação da destinados para esse fim", frisa Jaime Verruck, chefe da Semade.

Em dezembro do ano passado, o secretário adjunto da Semade (Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico), Ricardo Senna, participou de visita técnica ao Parque Estadual das Nascentes do Taquari e debateu propostas sustentáveis de utilização do local.

O Parque Estadual das Nascentes do Taquari foi criado em 1999 por iniciativa da comunidade de Costa Rica para proteção das nascentes do Rio Taquari. Ele abrange os municípios de Alcinópolis e Costa Rica, com 30.618 hectares formando corredor ecológico entre o cerrado e o Pantanal.

Os sítios arqueológicos são outras riqueza da região, com registros de peaberus (antigas rotas) de 11 mil anos atrás e os vestígios estão em cavernas, pinturas rupestres e petróglifos de antigas fases da ocupação humana na região.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions