A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

20/01/2018 10:10

Dois são multados em R$ 279 mil por desmatar 271 hectares de fazendas

Mirian Machado
Área desmatada ilegalmente no município de Sonora (Foto: Divulgação PMA)Área desmatada ilegalmente no município de Sonora (Foto: Divulgação PMA)

Duas pessoas de 59 e 77 anos foram multadas pela Polícia Militar Ambiental em R$ 279 mil por desmatamento ilegal de 271 hectares durante operação Cervo-do-Pantanal. Os crimes aconteceram duas fazendas nos municípios de sonora e Bandeirantes.

Em Sonora, os policiais encontraram duas áreas de uma mesmo propriedade com desmatamentos ilegais. O pecuarista de 59 anos, suprimiu a vegetação há algum tempo e não tinha autorização ambiental para a atividade. A madeira do desmatamento não estava mais no local e já havia pastagem no lugar da vegetação.

Os policiais utilizaram drone e GPS para medir a área destruída que somou 159 hectares.

 

Área desmatada em propriedade de Bandeirantes (Foto: Divulgação PMA)Área desmatada em propriedade de Bandeirantes (Foto: Divulgação PMA)

Já no município de Bandeirantes, a PMA encontrou 112 hectares de uma propriedade desmatados, 2 deles era de área protegida de preservação permanente (APP) de matas ciliares de um córrego denominado Cachoeira Branca.

Uma parte da área já havia sido desmatada há algum tempo porque no lugar há havia pastagem. Na outra parte o desmatamento era recente e a madeira do crime estava no local. A polícia também identificou que havia falta de conservação do solo. Processos erosivos começaram a se formar, principalmente ás margens do córrego.

Nesse caso, a fazendeira de 77 anos foi notificada a apresentar um Plano de recuperação da Área Degradada e Alterada (Prada).

Em ambos os casos os autores responderão por crime ambiental. A pena para esses tipos de crimes é de três a seis meses de detenção.

A PMA recebeu 594 vistorias de possíveis desmatamentos ilegais levantados por imagem de satélites na bacia do rio Paraguai pelo Núcleo de Geoprocessamento (NUGEO) do Ministério Público Estadual (MPE).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions