ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  22    CAMPO GRANDE 25º

Meio Ambiente

Emergência ambiental autoriza corredor de 50 metros para queimas prescritas

Os aceiros são corredores sem vegetação, que servem para evitar que o fogo se propague para outra parte

Por Izabela Cavalcanti | 10/04/2024 11:17
Bombeiro, com roupa escrito "SOS Pantanal", atuando contra fogo no Pantanal (Foto: Divulgação/SOS Pantanal)
Bombeiro, com roupa escrito "SOS Pantanal", atuando contra fogo no Pantanal (Foto: Divulgação/SOS Pantanal)

 A queima prescrita, prevista no decreto emergencial ambiental, autoriza os produtores rurais de Mato Grosso do Sul a construírem aceiros de 50 metros. O decreto é válido por 180 dias para todo o Estado e foi publicado nesta quarta-feira (10), no Diário Oficial.

Os aceiros são corredores sem vegetação, que servem para evitar que o fogo se propague e atinja outra parte da vegetação, que não estiver incluída na queima prescrita. Antes, a abertura permitida era de apenas 6 metros.

O governador Eduardo Riedel (PSDB) assinou o decreto na manhã de terça-feira (09), durante o 1° Workshop de Prevenção aos Incêndios Florestais.

De acordo com o titular da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia), Jaime Verruck, Mato Grosso do Sul está próximo de atingir o mesmo cenário de 2020, quando 3,5 milhões de hectares foram queimados no Pantanal.

Desde dezembro de 2023, o volume de chuvas está abaixo da média em todo o Estado. A previsão é de que o deficit de precipitação persista e provoque danos ambientais, com ampliação de área seca e intensificação de casos de incêndios florestais.

Em fevereiro, o Campo Grande News adiantou que o Governo do Estado estava analisando a possibilidade de antecipar o decreto, o que realmente ocorreu. Normalmente, o Estado emite alerta de incêndios nos períodos mais secos, marcados de junho a agosto.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias