A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019

30/10/2019 09:41

Focos de fogo no Pantanal em outubro são 2.109% maiores que em 2018

Em outubro foram registrados 1.870 focos em MS; maior número desde 2002, quando foram registrados 2.761

Fernanda Palheta
No Pantanal sul-mato-grossense foram registrados 1.709 focos de fogo entre o dia 1° e 29 de outubro (Foto: Chico Ribeiro)No Pantanal sul-mato-grossense foram registrados 1.709 focos de fogo entre o dia 1° e 29 de outubro (Foto: Chico Ribeiro)

Entre o dia 1° e 29 de outubro deste ano foram registrados 1.709 focos de fogo no Pantanal sul-mato-grossense, segundo dados de Programas Queimadas do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). O número é 2.19% maior que o registrado durante todo o mês de outubro de 2018, quando foram contabilizados 87 focos na região.

O município com mais ocorrência é Corumbá, cidade a 419 quilômetros de Campo Grande. Segundo dados do Inpe, a cidade contabilizou 1.292 focos, o que representa 69% das ocorrências no Estado. Na lista dos municípios mais atingidos pelas queimadas estão Aquidauana e Miranda, com 274 e 116 focos contabilizados no mês, respectivamente.

Em Mato Grosso do Sul, o total de fogo registrado este ano totaliza 1.870 ocorrências. O número superou o índice de 2007, quando foram contabilizados 1.268 focos e é o mais alto para o mês desde 2002, quando foram registrados 2.761 focos durante os 31 dias de outubro.

Somente nesta segunda-feira (28), dados de monitoramento do Inpe registraram 600 focos de incêndios florestais na região pantaneira. Os pontos de incêndio detectados superam a soma de focos identificados pelo Inpe no último fim de semana, de 510.

O recorde do ano é do dia 10 de setembro, com 678 focos, registrados no dia anterior à declaração de situação de emergência em Mato Grosso do Sul por causa das queimadas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions