ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 27º

Meio Ambiente

MS tem 45 cidades em situação de seca extrema e grave

Situação pode estar ligada diretamente ao fenômeno La Niña, que influencia nas condições do tempo

Por Karine Alencar | 20/05/2022 18:54
Região atingida pela seca (Foto: Governo do Estado)
Região atingida pela seca (Foto: Governo do Estado)

Apesar de uma leve melhora nas condições climáticas das regiões Sul e Sudeste por conta das chuvas do mês de abril, quando os locais passaram de seca grave para moderada, o cenário ocasionado pela estiagem em Mato Grosso do Sul ainda é preocupante.

Os acumulados de 90 e 180 milímetros nas localidades não foram suficientes e, em geral, a maioria dos municípios estão no quadro de seca extrema, sendo (17) e (28) em grave. Os demais (34), estão em condição de seca moderada.

Nenhuma das cidades se enquadram na condição de seca excepcional (a pior situação) ou sem seca. As regiões mais críticas continuam sendo Leste e Nordeste e no Pantanal.

Os dados são do Monitor de Secas da ANA (Agência Nacional das Águas) e foram catalogados pela equipe do CEMTEC/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar.

A situação pode estar ligada diretamente ao fenômeno La Niña, que influencia nas condições do tempo. Durante a atuação da La Niña tende a ocorrer uma maior frequência de massas de ar frio. Sendo assim, as chuvas devem ficar abaixo da média climatológica.

Nos siga no Google Notícias