ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 20º

Meio Ambiente

Produtora é multada em R$ 135,3 mil por manter orquidário irregular

No local também havia um quati sendo criado em cativeiro e multa pelo crime foi de R$ 500

Por Nadyenka Castro | 28/01/2013 14:35
Algumas orquídeas estavam em troncos de árvores. (Foto: Divulgação/ PMA)
Algumas orquídeas estavam em troncos de árvores. (Foto: Divulgação/ PMA)

Uma produtora rural de Miranda, município que fica a 201 quilômetros de Campo Grande, foi multada em R$ 135,3 mil por manter um orquidário sem autorização. O marido dela também recebeu multa por crime ambiental: R$ 500 por criar um quati em cativeiro.

As situações foram constatadas pela PMA (Polícia Militar Ambiental) em vistoria na propriedade na tarde desse domingo. O quati estava em uma gaiola de madeira envolta por tela plástica e as plantas em troncos de árvores individuais, vasos e fixadas em árvores.

Segundo a PMA, a produtora declarou que parte das 451 orquídeas foram retiradas do campo dos índios, outras compradas e algumas ganhadas.

A mulher foi multada em R$ 135, 3 mil. De acordo com a PMA, a multa mínima estabelece R$ 300 por unidade.

O casal também irá responder por crime ambiental, podendo pegar de seis meses a um ano de detenção. É importante salientar que em ambos os casos se caracteriza a prática de crime ambiental.

No caso das orquídeas, receber, adquirir, ou guardar produto florestal ou plantas ornamentais, comercializar, cultivar, ou manter orquidário acima de quarenta unidades sem autorização, caracteriza infração e crime ambiental de acordo com a legislação vigente.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário