A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

09/10/2017 08:56

Sem salários, garis se recusam a sair para a coleta de lixo na Capital

Sindicato tenta reverter situação, mas segundo presidente, alguns trabalhadores estão “irredutíveis”

Anahi Zurutuza
Caminhões parados na garagem da Solurb na manhã desta segunda-feira (Foto: Direto das ruas)Caminhões parados na garagem da Solurb na manhã desta segunda-feira (Foto: Direto das ruas)

Sem receber os salários, trabalhadores da coleta de lixo em Campo Grande se recusam a sair da garagem da Solurb – empresa responsável pelo serviço – neste início de segunda-feira (9).

O presidente do Steac-MS (Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação de Mato Grosso do Sul), Wilson Gomes da Costa, está no local e tenta convencer os garis a “descruzarem os braços”, uma vez que a empresa só foi notificada sobre uma possível greve às 7h15 de sábado. “O prazo de 72 horas para que a paralisação seja legal vence amanhã, mas tem alguns funcionários estão irredutíveis”.

Por ofício, a concessionária informou ao sindicato que a Prefeitura de Campo Grande ainda não pagou a empresa, por isso o atraso nos salários, que deveriam ter sido depositados na sexta-feira (6), o quinto dia útil do mês.

No documento, a Solurb informa que só conseguirá fazer o pagamento nesta terça-feira (10).
“Se não pagarem, paramos amanhã a partir das 7h15”, afirmou o presidente do Steac-MS.

A reportagem questionou a prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, sobre o atraso no depósito para a empresa, mas até o fechamento da matéria a administração municipal não havia se manifestado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions