A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

11/07/2013 20:12

Alex do PT diz que não perdeu controle e apenas pediu respeito a Elizeu Dionízio

Nyelder Rodrigues
Primeiro da esquerda para a direita, vereador Marcos Alex (PT) diz que apenas pediu respeito e se defendeu de acusações (Foto: Cleber Gellio)Primeiro da esquerda para a direita, vereador Marcos Alex (PT) diz que apenas pediu respeito e se defendeu de acusações (Foto: Cleber Gellio)

O vereador Marcos Alex (PT) entrou em contato com o Campo Grande News após a publicação da matéria intitulada CPI do Calote suspende audiência depois de bate-boca de vereadores, para esclarecer a situação, que envolveu ele e o vereador Elizeu Dionízio (PSL).

Conforme Marcos Alex, ele não perdeu o controle durante a discussão, e apenas se defendeu das acusações e ofensas ditas por Elizeu. “Eu não o agredi, não o ofendi. Só defendi meu ponto de vista e pedi respeito. Ele é membro da CPI, e eu também sou”, comenta.

Além disso, o vereador afirma que não está defendendo o prefeito Alcides Bernal, como sugeriu Dionízio, e que não houve acordo. “Não houve absolutamente nada e apenas defendo a coisa pública, aquilo que considero correto”.

Marcos Alex acrescentou que “só disse que o Bernal tinha todo o direito de contestar o contrato na Justiça”, e por ter sido chamado de mentiroso, pediu respeito em tom de veemência. “Dá impressão que fui o causador do tumultuo, mas não foi isso, não explodi”.

Discussão – No final desta tarde, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Calote, vereador Paulo Siufi (PMDB), teve que encerrar a reunião que estava sendo realizada na Câmara de Campo Grande em razão da discussão entre o relator Elizeu Dionízio (PSL) e o líder do prefeito na Casa, Marcos Alex (PT).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions