A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/10/2011 14:15

André vai orientar bancada federal a lutar pela ampliação do pós-sal

Wendell Reis
Governador e deputado Geraldo Resende têm impressões diferentes sobre a votação na Câmara. (Foto: Wendell Reis)Governador e deputado Geraldo Resende têm impressões diferentes sobre a votação na Câmara. (Foto: Wendell Reis)

O governador André Puccinelli (PMDB) considera bom e não excepcional o substitutivo do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), aprovado ontem (19) no Senado Federal, que assegura a destinação de recursos do pós-sal a todos os estados e municípios do país - produtores e não produtores.

Apesar da boa avaliação, o governador pretende orientar a bancada federal a resistir no mínimo no projeto atual e tentar ampliá-lo. Entretanto, o governador não está confiante de que o projeto será aprovado na Câmara Federal: “Na Câmara embucha. Não tem consenso. Você come o ovo na barriga da galinha? Não tem jeito”, avaliou, ressaltando que prefere esperar.

Puccinelli acredita que os recursos de R$ 113 milhões são bem poucos, uma vez que, ainda deve passar 25% do total para cota-parte aos municípios. “Não se pode no que vai ser prospectado, acrescentado, achar que deve ir só para Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo. O Brasil é de todos os brasileiros... Se você lutou e pela sua competência se gabaritou e se você que vivia subnutrida com R$ 11 milhões que eram dados e passa a R$ 112 se contenta... Você quer sempre progredir pela melhoria da qualidade de vida do cidadão”, declarou, ao ser questionado se não seria melhor aceitar o valor a recorrer a Justiça e levar mais tempo para receber. “O ideal seria equalização e divisão por igual para todos os estados”.

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) explica que após o primeiro veto, ainda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), houve uma discussão muito grande e que o atual projeto consegue se aproximar do que é mais justo para todo o povo brasileiro.”Se a proposta não faz 100% de justiça, pelo menos corrige a grave distorção... Agora esta riqueza é distribuída para todos estados e municípios”. Resende acredita que o projeto deve ser votado em caráter de urgência, uma vez que, é bastante aguardado por todo o País.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions