A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/06/2013 18:48

Após 5 anos, processo de extinção da Emha ainda não foi concluído

Zemil Rocha
Emha-empresa construiu milhares de casas populares na Capital (Foto: Arquivo)Emha-empresa construiu milhares de casas populares na Capital (Foto: Arquivo)

O prefeito Alcides Bernal (PP) prorrogou por mais 12 meses o processo de liquidação e extinção da Empresa Municipal de Habitação (Emha), que começou em 2008. Passados cinco anos, ainda existem pendências, como transferência de valores e móveis, para a sucessora da Emha-empresa na condução da política municipal de habitação, a Emha-Agência Municipal de Habitação.

Criada na gestão de Lúdio Coelho à frente da Prefeitura de Campo Grande, a Emha-empresa foi estrutura para construir habitações para famílias de baixa renda. A mudança para Emha-agência aconteceu em 16 de maio de 2008, através do decreto 10.481, depois modificado pelo decreto 10.746, de 29 de janeiro de 2009.

Em razão de o processo de extinção da Emha-empresa ainda não ter sido concluído, o prefeito Bernal editou o decreto 12.150, publicado hoje no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) prorrogando por mais 12 meses os efeitos do decretos anteriores.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions