A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/10/2015 18:15

Azambuja promete dobrar investimento incluído no orçamento da União

Paulo Yafusso
Na reunião com deputados federais e senador Moka, governador Reinaldo Azambuja definiu prioridades na apresentação de emendas ao orçamento da União (Foto: Divulgação)Na reunião com deputados federais e senador Moka, governador Reinaldo Azambuja definiu prioridades na apresentação de emendas ao orçamento da União (Foto: Divulgação)

No encontro com parte da bancada federal do Estado em Brasília nesta terça-feira, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apresentou proposta para dobrar os investimentos em Mato Grosso do Sul, tendo como base as emendas parlamentares ao Orçamento da União. Ele se comprometeu a aplicar R$ 1 para cada R$ 1 que os senadores e deputados federais do Estado incluírem na programação orçamentária do Governo Federal para o próximo ano.

A reunião serviu também para Azambuja detalhar o que o seu governo definiu como prioridade nesta gestão. “Na área de saúde, temos uma lógica regional, que é ampliar o Hospital Regional de Campo grande, construir o Hospital Regional de Dourados e Três Lagoas, ampliar o Regional de Ponta Porã e Aquidauana, e aportar recursos também para Corumbá e Paranaíba, que são Santas Casas que precisam de investimentos para melhorar estrutura física e ampliar leitos disponíveis à população”, disse o governador.

Também foram discutidos projetos em outras áreas, como infraestrutura e segurança pública.“O governador colocou as prioridades do governo, a bancada ouviu e tomou nota. A reunião cumpriu o primeiro objetivo que foi esse contato direto com o governador, ouvindo suas prioridades. Agora a bancada se reúne e vários pedidos serão atendidos”, afirmou o senador Waldemir Moka (PMDB), coordenador da bancada federal do Estado.

Moka disse ainda, que Reinaldo Azambuja solicitou à bancada uma atenção especial na destinação de emendas para a saúde. “O governador pediu e há uma demanda importante neste setor. E 50% das emendas, mais de R$ 7 milhões de cada parlamentar são, obrigatoriamente, destinado à saúde”, Segundo o senador, os parlamentares tem até o 20 deste mês para apresentar as 15 emendas coletivas, entre elas a que destina recursos para as rodovias Sul-fronteira – MS-419, que liga Rio Verde a Aquidauana, e a MS-345, em Bonito.

Cada integrantes da bancada sul-mato-grossense poderá ainda apresentar até 25 emendas individuais, no valor de R$ 15.342.437,00, sendo que desse montante R$ 7.671.218,50 devem ser para a área da saúde.
Moka explicou que as emendas apresentadas nos outros anos e cujas obras estejam com mais de 20% executadas, deverão ser reapresentadas para o orçamento de 2016. “Isso é para que as obras que estejam em andamento não sejam paralisadas por falta de previsão orçamentária”, declarou. Também participaram do encontro no gabinete do senador Moka os deputados federais Elizeu Dionísio (PSDB), Tereza Cristina (PSB), Dagoberto Nogueira (PDT), Henrique Mandeta (DEM) e Carlos Marum e Geraldo Resende, ambos do PMDB.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions