A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

11/01/2015 15:13

Bancada do PT se aproxima de Mochi para buscar 1° secretaria

Leonardo Rocha
Amarildo diz que grupo de Mochi está forte e que deve existir disputa pela presidência (Foto: Giuliano Lopes/ALMS) Amarildo diz que grupo de Mochi está forte e que deve existir disputa pela presidência (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)
Kemp ressaltou que bancada do PT tem compromisso com Mochi e almeja a 1° secretaria (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Kemp ressaltou que bancada do PT tem compromisso com Mochi e almeja a 1° secretaria (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

A bancada estadual do PT se aproxima do apoio ao deputado Junior Mochi (PMDB), para presidência da Assembleia, tendo como objetivo conseguir a 1° secretaria da Casa de Leis. O partido possui uma resolução estadual, que proíbe articulação em chapas encabeçadas pelo PSDB, DEM e PPS, para mesa diretora do legislativo estadual.

O deputado Amarildo Cruz (PT) explicou que a bancada do PT tem conversado desde o começo com Junior Mochi (PMDB), e ressaltou que a legenda é aliada nacional do PT, então nada mais natural para ele, do que compor este grupo no legislativo estadual.

“Estamos conversando, até porque o PT é a segunda maior bancada da Assembleia, não temos força para fazermos o presidente, mas vamos buscar nosso espaço, acredito que este grupo será forte na disputa”, disse Amarildo.

O petista ponderou que esta resolução estadual, de 16 de dezembro do ano passado, apenas ratifica e se alinha com a política nacional do partido. “No âmbito nacional já existe esta decisão, só confirmamos no Estado, em um alinhamento natural”.

Amarildo acredita que não haverá consenso na formação da mesa diretora, e que é provável que haja disputa de votos. “Além do Júnior Mochi, o deputado Zé Teixeira (DEM) também almeja a presidência e deve ter o apoio do governador, então natural que haja o confronto (votos)”, disse ele.

Compromisso - O deputado Pedro Kemp (PT) foi mais enfático, disse que existe um compromisso dos petistas com Mochi desde o ano passado, mesmo antes desta resolução ser aprovada pelo diretório. “Já tivemos várias reuniões neste sentido, para apoiar e ajudar na candidatura do Mochi”.

Kemp ainda ressaltou que a intenção da sua bancada é ficar com a 1° secretaria, indicando inclusive o seu nome para assumir a função. “A princípio estamos fechado com este grupo, se por acaso o outro lado quiser conversar para formar chapa de consenso, estamos abertos a negociação”.

Espera - Já o deputado João Grandão (PT) preferiu ter mais cautela, dizendo que só vai se pronunciar após uma reunião e decisão oficial da sua bancada. “Ainda não tive reunião sobre este tema e nem conversei com os candidatos, até porque este diálogo precisa ser feito de forma coletiva”.

O Campo Grande News também entrou em contato com o deputado Cabo Almi (PT), quarto integrante da bancada, mas ele não atendeu as ligações da reportagem.O deputado federal Zeca do PT, publicou ontem (10), na sua página no Facebook, esta resolução estadual do partido.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions