A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Abril de 2018

21/10/2014 19:11

Cabo eleitoral afirma que foi agredido por vereador ao cobrar dívida

Alan Diógenes

O cabo eleitoral Tarlys Vezetiv Jacob, de 34 anos, fez uma denúncia contra o vereador Guilherme Monteiro (PSDB) por agressão. Segundo ele, o parlamentar o agrediu durante uma sessão ordinária na Câmara de vereadores, em Jardim, a 239 quilômetros de Campo Grande, quando tinha ido cobrar uma dívida de R$ 1,3 mil por ter trabalhado na campanha eleitoral para o deputado federal Marcio Monteiro (PSDB).

Segundo Evandro Silva, que testemunhou a agressão, Tarlyz disse que foi agredido no momento em que foi receber a quantia e que inclusive ficou com um arranhão no braço. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Ainda conforme Evandro, o vereador havia feito uma brincadeira sarcástica com o cabo eleitoral. Por sua vez, o cabo eleitoral o cobrou pelo valor que deveria receber e falou que iria expor o caso na mídia. “Neste momento ele foi agredindo e empurrando o rapaz até a porta da Câmara. O rapaz acabou esbarrando o braço no trinco da porta e se machucando”, explicou.

Em entrevista à imprensa, o vereador negou a agressão e afirmou que houve apenas uma discussão entre os dois e que o cabo eleitoral teria saído correndo quando esbarrou na porta. Sobre o pagamento da dívida, o parlamentar declarou não haver acordo de campanha firmado entre as partes.

Procurado para falar sobre o caso de agressão em que o filho pode estar envolvido, o deputado Márcio Monteiro não atendeu as ligações.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions