A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/10/2011 17:26

Delcidio defende investimentos em ferrovias, ponte, assentamentos e energia

Edmir Conceição
Delcídio conversa com Arlindo Chinaglia durante seminário na Assembleia Legislativa. (Foto: Divulgação)Delcídio conversa com Arlindo Chinaglia durante seminário na Assembleia Legislativa. (Foto: Divulgação)

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) quer que o Orçamento da União de 2012 e o Plano Plurianual de Investimentos do governo federal para o periodo 2012-2015 dê prioridade para quatro setores específicos em Mato Grosso do Sul : ferrovias, energia, assentamentos e infraestrutura de transporte rodoviário.

“Para permitir o continuo desenvolvimento do nosso estado temos que investir cada vez mais em infraestrutura. A bancada federal e o governo do estado elencaram como prioritários investimentos na implantação , em Mato Grosso do Sul, de extensões das ferrovias Norte-Sul e Ferrooeste, que vão ampliar bastante a capacidade de escoamento da nossa produção mineral e agropecuária, e a construção de uma nova ponte sobre o Rio Paraná, na altura do município de Três Lagoas. Eu, pessoalmente, defendo, além dessas obras, a destinação de recursos para concluirmos o Programa Luz para Todos no Pantanal, levando energia a todos os domicílios rurais da região e verbas para melhorar os assentamentos rurais, com água encanada, iluminação, rede de esgotos, escolas, postos de saúde e estradas vicinais interligando as propriedades”, reivindicou.

Delcídio, que é relator setorial de infraestrutura do Orçamento da União de 2012, destacou a importância do seminário realizado na Assembléia.

“Em uma série de audiências públicas que promovemos para elaborar o Orçamento da União de 2009 definimos investimentos prioritários em cada estado. Aqui em Mato Grosso do Sul decidiu-se , naquela ocasião, investir na construção de casas populares e , desde então, foi deflagrado um dos maiores programas habitacionais já realizados na nossa região, com mais de 40 mil unidades construídas. É fundamental que os membros da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional saiam de Brasília e promovam encontros como esse para conhecer a realidade de cada estado, e, ouvindo os prefeitos, deputados estaduais e vereadores, possam construir um Orçamento que atenda as reais necessidades do Brasil”, explicou o senador.

Além de Campo Grande, os seminários regionais serão realizados em João Pessoa (Paraíba), Salvador (Bahia), São Paulo (São Paulo), Curitiba (Paraná), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Goiânia (Goiás), Porto Velho (Rondônia), Rio Branco (Acre), Vitória (Espírito Santo) e Uberlândia (Minas Gerais).



Agora o defensor aparece?
 
Luciano Bandeira em 03/10/2011 09:11:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions