A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/10/2014 13:28

Deputados dizem que "reforços" e propostas irão decidir eleição em MS

Leonardo Rocha
Márcio Monteiro diz que Azambuja continuará campanha intensa, ele ainda citou a 3° visita de Aécio (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Márcio Monteiro diz que Azambuja continuará campanha intensa, ele ainda citou a 3° visita de Aécio (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)
Cabo Almi disse que a vinda de Lula e o crescimento de Dilma irão fazer a diferença para Delcídio (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Cabo Almi disse que a vinda de Lula e o crescimento de Dilma irão fazer a diferença para Delcídio (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

Os deputados estaduais apostam nos reforços nacionais e na comparação entre as propostas dos candidatos, para conseguir a adesão dos indecisos, nesta reta final de campanha em Mato Grosso do Sul, que tem Delcídio do Amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB), como opções para o governo estadual.

"A vinda do Lula na quarta-feira, assim como o crescimento da presidente Dilma (Rousseff) no Estado, são indícios positivos para campanha de Delcídio, que certamente podem decidir a campanha nestes últimos dias, estamos confiantes", disse Cabo Almi (PT).

Amarildo Cruz (PT) também citou a visita do ex-presidente como fator crucial nesta reta final de campanha. "Irá fazer uma diferença muito grande, pela história que ele tem e todos os investimentos e obras feitos no seu governo em Mato Grosso do Sul. Uma das figuras públicas mais importantes do país".

Já Pedro Kemp (PT) lembrou que o corpo a corpo junto a população e a realização de caminhadas e reuniões com os eleitores, fazem a diferença neste cenário indefinido. "As visitas nos bairros e nas empresas devem aumentar, assim como a comparação com o candidato adversário", disse ele.

O deputado Márcio Monteiro (PSDB) ponderou que a campanha de Azambuja seguirá intensa, com a exposição dos projetos e rebatendo as "mentiras" apontadas por seu adversário. "Não reclamamos das críticas e sim de informações inverídicas, vamos responder com a verdade, a justiça eleitoral tem feito seu papel, nos concedendo direitos de repostas", apontou ele.

Monteiro ainda lembrou que a vinda do Aécio pela terceira vez a Mato Grosso do Sul mostra seu comprometimento com o Estado. "Ele vai agradecer os votos do primeiro turno e pedir apoio para o dia 26, já a presidente Dilma (Rousseff) não veio nenhuma vez durante a campanha".

Já Dione Hashioka (PSDB) lembrou, que neste momento, o partido precisa motivar as lideranças para somar mais esforços nestes últimos dias e assim fazer a diferença no dia 26 de outubro. "Temos que nos empenhar para conseguir eleger aqueles que vão se comprometer com Mato Grosso do Sul e Brasil".

Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions