A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/01/2015 09:00

Exoneração de 149 funcionários dá início a corte de comissionados

Aline dos Santos
Reinaldo quer equilibrar as contas do Estado. (Foto: Marcelo Calazans)Reinaldo quer equilibrar as contas do Estado. (Foto: Marcelo Calazans)

O corte de 20% dos comissionados, anunciado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para equilibrar as contas estaduais, começou em diversos órgãos, com exoneração de 149 pessoas nesta quarta-feira. Conforme o Diário Oficial do Estado, o maior corte foi na secretaria de Governo e Gestão Estratégica, com 105 demissões.

Outros 11 comissionados foram exonerados de cargo no Poder Executivo estadual. Na Fertel (Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa), são 16 exonerações de ocupantes de cargo em comissão.

Na Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), foram 11 exonerações. As outras seis exonerações foram em cargos de comando na Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), Fundação Escola de Governo, secretaria de Administração e Desburocratização, Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e Fundação de Turismo.

De acordo com os decretos do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) as pessoas devem ser reconduzidas, se for o caso, ao respectivo cargo efetivo do quadro permanente de pessoal do Poder Executivo Estadual.

As medidas para enxugar a máquina pública foram anunciadas logo que o governador tomou posse. Azambuja cortou seu salário pela metade e acenou com a diminuição de 20% do custeio e dos cargos comissionados em todas as secretarias. O dinheiro será revertido para áreas prioritárias, como saúde, segurança e educação.

O governador ainda estipulou um prazo de 100 dias que fica proibido diárias de viagens para fora do Estado, aquisição de passagens aéreas, participação em cursos e congressos e contratação de consultoria ou de mão de obra temporária e terceirizados. Assim como celebração de convênios que gerem despesas ou aluguel de imóveis e equipamentos.



Nosso governador, esta mostrando para a população, que política séria é administrar os recursos públicos com transparência, eficiência e acima de tudo responsabilidade. Estou realmente otimista com essa administração para nosso Mato Grosso do Sul.
 
Renato Ximenes de Brittes em 14/01/2015 12:13:26
Tá na hora de alguém colocar ordem na bagunça e arrumar a casa. Só espero que isso não esteja sendo feito pra depois colocar os próprios cupinchas. Existem muitos funcionários de carreira que precisam de uma oportunidade de reconhecimento e crescimento. Cargo público deveria ser para valorizar o órgão com funcionários competentes e realmente comprometidos e não como moeda de compra de votos e favores.
 
Mariana Carvalho em 14/01/2015 11:49:45
Não consigo entender, porque há comissionados, num universo de funcionarios concursados que ainda aguardam posse e os que já existem na atividade?
 
LUCIANO MARQUES em 14/01/2015 09:43:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions