A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

10/08/2015 13:50

Kassab assedia Tereza, mas diz que Marquinhos é o candidato a prefeito

Leonardo Rocha
Gilberto Kassab, presidente nacional, disse que Tereza e Marquinhos podem fazer parte do partido, ele ainda aguarda a resposta dos dois (Foto: Fernando Antunes)Gilberto Kassab, presidente nacional, disse que Tereza e Marquinhos podem fazer parte do partido, ele ainda aguarda a resposta dos dois (Foto: Fernando Antunes)

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, confirmou que seu partido convidou a deputada federal Tereza Cristina para fazer parte da legenda. No entanto, adiantou que espera que o deputado Marquinhos Trad (PMDB) seja o candidato do partido a prefeito de Campo Grande.

“Esperamos que o Marquinhos (Trad) seja nosso candidato a prefeito, ele ainda está avaliando a possibilidade de vir para o PSD, mesma situação da Tereza (Cristina), mas como ela não é candidata a prefeita, não vejo incompatibilidade em ter os dois na legenda”, disse ele, durante entrega de casas, em Campo Grande.

Kassab garantiu que o partido procurou além dois dois, o ex-deputado Fábio Trad, mas que ambos estão “refletindo” sobre o convite. “Se vierem serão bem vindos, pessoas com credibilidade e boa conduta, estou torcendo para que aceitem”.

O deputado Marquinhos Trad (PMDB) havia dito que a possível ida da Tereza Cristina ao PSD, estava sendo costurada pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) e que este ação poderia inviabilizar um acordo político com ele. “Independente desta movimentação, se não der certo, outras portas vão se abrir”.

Kassab no entanto negou a indicação de Puccinelli e ressaltou que o convite partiu do deputado federal Marcos Montes (PSD-MG). “Ela faz parte da bancada ruralista e o Marcos Montes entrou em contato, almoçamos juntos e fiz o convite, agora a deputada está analisando, se trata de uma pessoa íntegra e cuidadosa”.

Direção – O ministro revelou que foi uma decisão pessoal de Antônio João Hugo Rodrigues, dono do jornal Correio do Estado, deixar a direção estadual do PSD em Mato Grosso do Sul, e que desde o ano passado ele colocou o cargo a disposição. “Nesta oportunidade pedi para continuar, ele fez um excelente trabalho, também o respeito como pessoa e profissional, contribuiu muito no Estado”.

Kassab ainda explicou que como em Mato Grosso do Sul não se elegeu um deputado federal, a direção estadual permanece provisória até 2018, ficando subordinada a executiva nacional. “Trata-de de uma diretriz do PSD, onde não elege representação federal, adotamos este cenário”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions