A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/12/2011 18:42

Mandetta diz ser 3ª via, após reunião com André Puccinelli e Nelsinho Trad

Edmir Conceição

Deputado diz que em janeiro começa caminhada em busca de apoio e aglutinação de forças políticas

Deputado Mandetta acha que está em desvantagem na disputa pela pré-candidatura do grupo de André na corrida eleitoral na Capital.Deputado Mandetta acha que está em desvantagem na disputa pela pré-candidatura do grupo de André na corrida eleitoral na Capital.

O deputado federal Henrique Mandetta (DEM) disse ao Campo Grande News que é pré-candidato a prefeito da Capital e começa em janeiro ‘caminhadas’ em bairros para afirmar a sua condição de concorrente. Mandetta se reuniu com o governador André Puccinelli e depois teve encontro com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) para dizer de sua disposição em disputar a sucessão.

“Sou pré-candidato dentro desse grupo político [do governador], mas não tenho como fazer como o que os outros estão fazendo, com estrutura da Câmara e contratação de cabos eleitorais”, reclamou Mandetta, numa alusão aos outros dois pré-candidatos da base governista – o presidente da Câmara da Capítal, vereador Paulo Siufi, e o deputado federal Edson Giroto, ambos do PMDB.

Henrique Mandetta disse que saiu estimulado das reuniões com André e Nelsinho Trad e agradeceu as citações do governador, que o coloca entre os pré-candidatos do grupo. O deputado, no entanto, diz que ‘para tudo há um time’ e acha que a definição não pode passar de janeiro.

“Nas sondagens constatamos que minha inserção é na classe média, entre os formadores de opinião. Por isso vou fazer uma campanha com muito diálogo, como me propus a fazer, conversando com cada um dos formadores de opinião e debatendo os principais desafios da nossa Capital”, disse, afirmando que depois disso, o grupo precisa definir o candidato e se concentrar nele. Mandetta não descarta a reaglutinação do bloco reformista, junto com PSDB e PPS.

Segundo Mandetta, aquele que for candidato tem que saber ouvir, ter a capacidade de escutar e de aglutinar forças e ele se coloca nessa condição, como terceira via do grupo político liderado pelo governador André Puccinelli. Na sua opinião, ‘até agora só estão falando, ninguém está ouvindo. Pretendo estabelecer o debate, mas, sobretudo, ouvir a população, dialogar’.

Emendas - Mandetta disse ter se dedicado mais às atividades legislativas, mas pretende dedicar tempo a Campo Grande e divulgar suas ações. Em relação a emendas apresentadas na Câmara, o deputado disse que 80% delas destinam recursos para a Capital. Nesta quinta-feira, segundo Mandetta, devem ser empenhados R$ 9 milhões, sendo R$ 7,6 milhões para a Santa Casa de Campo Grande, R$ 1,5 milhão para a rede de saúde básica, e R$ 1,5 milhão para drenagem e asfalto ao Residencial Botafogo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions