A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

09/03/2014 12:11

Mário César diz que irá reforçar segurança para julgamento de prefeito

Leonardo Rocha
Mário César diz que irá reforçar segurança na quarta-feira, pois não irá pecar por omissão (Foto: Cleber Gellio)Mário César diz que irá reforçar segurança na quarta-feira, pois não irá pecar por omissão (Foto: Cleber Gellio)

O presidente da Câmara, o vereador Mário César (PMDB), afirmou hoje (9), durante evento na feira livre do bairro Guanandi, que irá reforçar a segurança na sessão da próxima quarta-feira (12), às 14h, quando irá acontecer o julgamento do prefeito Alcides Bernal na Comissão Processante.

“Temos que garantir além da segurança dos vereadores, das próprias pessoas que irão até o local acompanhar a sessão, já que se trata de um assunto importante e tivemos em outras oportunidades situações tensas na Casa”.

Mário César ressaltou que os vereadores precisam ter toda tranquilidade disponível para proferir seu voto e decidir sobre o julgamento do prefeito Alcides Bernal (PP). “Faremos nossa parte que é garantir a segurança e o bem estar dos presentes, não iremos medir esforços para chegar a este objetivo”.

O presidente apontou que vai acionar a guarda municipal, a polícia militar e civil e todo o aparato de segurança que for necessário. “Posso pecar pelo excesso e não pela omissão”.

O prefeito será julgado com base na denúncia da Comissão Processante, que constatou “emergência fabricada” para contratação de empresas amigas do prefeito. A denúncia se baseou no relatório final da CPI do Calote.

Até o momento ele (Bernal) ainda não foi notificado sobre o julgamento, porém a Câmara Municipal já publicou o documento em dois jornais diários de Campo Grande e vai procurar o prefeito novamente amanhã (10).

Caso não encontrem Bernal, o presidente da Casa ressaltou que vão estipular “hora marcada” para entrega da notificação e se o prefeito não aparecer, segundo ele, o processo irá continuar por já cumprir todos os requisitos legais.




Até que enfim a os Vereadores irão (isto se não aparecer alguém de alta instância com as mãos (in)devidamente molhadas e barrar novamente os trabalhos) defenestrar este incompetente e mal intencionado "radialista" que se aproveitou de sua popularidade por trás de um microfone e seu grau de convencimento frente ao seu ouvinte menos seletivo, para, através de seus devaneios convencê-los de que a cidade estava mal administrada, que toda a transformação por que vinha passando Campo Grande era maléfica a seus olhos e que somente ele poderia fazer melhor, pronto, bastou a crença deste grande eleitorado para atirar nossa Capital no maior abandono jamais visto em sua história, e ainda á quem o defenda sob a alegação de "golpe", golpe em quem? se ele que protagonizou o maior golpe no eleitor.
 
Antonio Mazeica em 10/03/2014 10:37:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions