A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/07/2013 16:40

MPE diz que valor de lanche é alto por servir a todos os 1,8 mil servidores

Zemil Rocha

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul divulgou na tarde desta quarta-feira, através de nota de esclarecimento, informações sobre seus gastos com alimentos de promotores públicos, procuradores e servidores. A principal alegação é de que o gasto mensal é pequeno, se for considerado o universo de servidores e membros do MPE atendidos, ficando em R$ 11,00 por indivíduo.

Segundo o MPE, os alimentos atendem ao consumo estimado e anual de aproximadamente 208 membros (Promotores e Procuradores de Justiça) e 1.632 servidores no geral, pessoas estas que trabalham nas unidades do Ministério Público localizadas nas 54 comarcas do Estado de Mato Grosso do Sul, que atendem a 79 municípios. “À vista deste total de pessoas atendidas, o custo mensal com o consumo desses produtos não ultrapassa R$ 11,00 (onze reais) por indivíduo”, afirma a nota.

Chega a ser absurda a alegação do MPE, do ponto de vista matemático e do mundo real, fora do processo, já que seria como se cada servidor consumisse apenas R$ 0,36 por dia em alimentos, como sucos de frutas, café cappucino e leite, entre outros itens. Só o cafezinho (não o cappuccino) custa, em média, R$ 1,00 nos bares e lanchonetes de Campo Grande.

A presidente da Sinsemp/MS (Sindicato dos Servidores do Ministério Público), Munira Tereza Esgaib Campos, informa que os servidores são atendidos apenas com cafezinho e água.

Quando mencionam os R$ 11,00 por mês por servidor, as autoridades do MPE estão se referindo a apenas uma contratação, já efetuada, no valor de R$ 186, 4 mil. Trata-se do maior parte do valor previsto pelo MPE para gasto com alimentação de seus membros para este ano, referindo ao consumo relacionado ao café da manhã e da tarde, que soma R$ 186.405,00, conforme o Pregão 17/PGJ/2013, cujo resultado foi publicado no Diário Oficial do MP no dia 12 de junho passado.

A outra contratação, que somada à anterior dá o total de R$ 260 mil, ainda está por ser fechada. São R$ 74.264,50 referentes ao pregão presencial nº 22/PGJ/2013, marcado para o próximo dia 18 de julho, às 14 horas nas dependências da Procuradoria-Geral de Justiça, no Jardim Veraneio. O objeto desta Licitação consiste na contratação de empresa especializada no fornecimento de alimentação (lanches diversos e bebidas), os chamados “kits lanches”.

Quanto a esses “kits lanches”, segundo o MPE, “os quantitativos descritos correspondem ao consumo estimado e anual, e estes somente são servidos nas reuniões mensais do Colégio de Procuradores de Justiça e nas reuniões semanais do Conselho Superior do Ministério Público, pois tais atos se iniciam logo no primeiro horário da manhã e, levando em consideração as extensas pautas e a complexidade dos assuntos tratados, costumeiramente as discussões adentram o período de almoço dos participantes, sendo necessário o fornecimento de alimentação para que não haja descontinuidade dos trabalhos”.

Ainda conforme a nota do Ministério Público, em ocasiões estritas e esporádicas esses lanches também são servidos quando há realização de eventos oficiais na sede da Procuradoria-Geral de Justiça para aperfeiçoamento funcional dos membros e servidores da Instituição, posto que em tais ocasiões também há extensa programação a ser cumprida, o que impede o deslocamento dos participantes em busca de alimentação de modo a não prejudicar os trabalhos desenvolvidos.

“Em hipótese alguma há qualquer desperdício de alimento ou malversação do dinheiro público por parte do Ministério Público, sequer a concessão de privilégio pessoal, seja a membros ou a servidores”, afirma o MP na nota de esclarecimento, ressaltando os compromisso da instituição com a “defesa da sociedade, e sua observância irrestrita à legalidade, ética e moralidade administrativas”.

 



Kkkkk, que mentira deslavada!! Já fui estagiário lá, e nunca vi esses "lanchinhos de luxo" para os funcionários, exceto àqueles pagos do próprio bolso, mediante vaquinha, para a realização de alguma confraternização entre colegas.
MPE, seria mais 'bonito, ético e honroso', admitir os erros e acabar com esses 'lanches de luxo' de seus membros, os peixes grandes, se é que me entendem, a exemplo dos "nobres vereadores"!! Esses mais de R$200 mil fariam muito mais sentido nos 'pratinhos' de nossas crianças nas escassas creches e suas limitadas vagas, do que na 'pança' desses corja. Fica a dica: vocês nem viram os suntuosos aposentos que existem lá. Muuito melhor que qualquer sala de espera de PS 'particular'!!! E viva a PEC37, pelo menos, teriamos melhores delegacias de polícia, ou não! Kkkkkk.
 
André Rodrigues em 11/07/2013 13:14:17
tiro saiu pela culatra quanto a justificativa do MP, pois os funcionários que trabalham nesse órgão não comem esse lanche requintado, portanto os mesmos estão revoltados com essa justificativa desrespeitosa, ESSA FARRA DO BOI TEM QUE ACABAR, porque não fazem a famosa vaquinha entre vcs para comprar esse tal lanchinho?? se olhassem para a mesa dos pobres que trabalham igual loucos para terem o pão de cada dia poderiam pensar diferente.
 
Malu Franco em 11/07/2013 11:41:04
Se postam como paladinos da moralidade pública e fazem a "farra" com o suado dinheiro do contribuinte...isso é café pequeno se comparado o que eles estão recebendo de "auxilio-moradia atrasados".. média de 23 mil por mes..quem quiser comprovar é só acessar o site e ver as tabelas.... diárias luxuosas, auxilio-alimentação, 2/3 de férias, duas férias por ano e por aí vai...pobre contribuinte....andando em ônibus lotado, tendo que levar a "quentinha" pro trabalho, se não pagar a prestação da CEF perde a casinha lá no fim do bairro...e os caras que vivem em outro planeta ganham altos salarios ainda recebem esse tipo de auxilio...alguém vai fazer alguma coisa..protestos em frente ao MP e ao TJ..é isso... a AL e capacha, sofre pressão e aprova tudo que mandam pra lá....que pena..
 
Matusa Soto em 11/07/2013 10:05:43
Já trabalhei no MPE como terceirizada e posso garantir que essa alegação é mentira. Os servidores de menor patente e os terceirizado tem que levar lanche de casa ou comprar na cantina que existe lá dentro. O lanche refinado é só para a elite. Não existe isso de lanche servido para todos. É balela minha gente. Mas não me estranharia se de hoje em diante eles abrissem para os demais servidores. Se isso ocorrer, será por bondade? hauauaua Acorda, MS!
 
ana galvão em 11/07/2013 09:56:11
Ridículos!!
-Como querem ter poder de policia?
- Como vão cobrar os corruptos se já estão contaminados?
- Se perdurar esse situação, já estarão desmoralizados, naturalmente!!
 
Urias Rocha em 11/07/2013 09:41:59
o que os representantes do ministério público deixam transparecer, é que somente existem pessoas sérias e honestas nas hostes desse "poder".
Os demais, incluindos os políticos são todos desonestos, porém, quando as coisas v~em a tona, o discurso muda.
lamentável a utilização da PEC 37 nas manifestações da sociedade, todos nós fomos enganados pelos representantes do MP.
Deveria ter eleição pra promotor, juiz, delegado etc... os politicos a cada 04 anos são aprovados ou reprovados.
e os promotores, juizes, delegados etcc....
 
Rafael Garcia em 11/07/2013 09:36:28
Mentira!!! Minha esposa é servidora, se quiser tem que comprar seu lanche na cantina, onde os preços são bem altos, quem ganha lanche é somente os promotores e procuradores que tem altos salários...
 
Marcelo Santos em 11/07/2013 09:32:33
GENTE VAMOS PRA RUA!!!!!!! SÓ ASSIM PRA TER ALGUMA MUDANÇA!!! NO GRITO!!!!
 
Gracyella galhardo em 11/07/2013 09:31:39
AO MP E AO TJ/MS COM CARINHO...... DICRÓ-"SE GRITAR PEGA LADRÃO, NÃO FICA UM MEU IRMÃO"
 
LUIZ EUGENIO DE ARRUDA em 11/07/2013 09:23:56
Eu gostaria que as excelências tomassem leite e comessem bolacha igual nas escolas. Aí sim. Ou então salada de fruta e carreteiro de charque.
 
Joao meireles em 11/07/2013 09:21:39
Segundo a noticia os kit lanches não são para os servidores apenas para o colégio de procuradores que não passa de uns 20/30 promotores, ou seja, bem pouca gente, ao resto cabe um pretinho básico kkkk cafezinho.
 
joão afonso em 11/07/2013 09:05:59
Se intitulam como os mais corretos e probos da sociedade. Que somente lá existem todos honestos e o resto é resto e agora vem com esta conversinha fiada. A CF fala em subsídio ao servidor público e não em lanchinho, auxílio moradia, 2/3 de férias por ano, duas férias no ano. É uma vergonha e ainda tem a cara de pau de dizer que "é para todos os funcionários". Mentira, minha irmã trabalha no MP e não tem nada disso. Sempre defendi esta instituição as hoje vejo que a sua maior característica é a hipocrisia. Para mim tudo para o resto rigor, mas muito rigor da lei. MP vergonha nacional.
 
Gabriel de Guimarães Almeida em 11/07/2013 08:50:25
Gente ... os funcionários não recebem este lanche NÃO.
Estão tentando justificar ....
É só café e água ....
 
Lourdes Maria Morgado em 11/07/2013 08:49:29
Enquanto isso, em outros órgãos públicos, principalmente em delegacias de polícia e postos policiais, falta material de trabalho, viaturas não são consertadas por falta de verba. Se o próprio FISCAL DA LEI tem todas estas mordomias, a quem recorrer, então?
 
Paulo Souza em 11/07/2013 08:49:08
Não é verdade, conheço servidores que trabalham lá, e só podem tomar café preto, o resto é pros promotores.
 
Deocleciano Rover em 11/07/2013 08:29:07
A presidente da Sinsemp/MS (Sindicato dos Servidores do Ministério Público), Munira Tereza Esgaib Campos, informa que os servidores são atendidos apenas com cafezinho e água.
 
marco antonio em 11/07/2013 08:28:15
NEM SE FOSSE 0,01 CENTAVO SE QUISEREM LANCHAR QUE PAGUEM POR ISSO, CAFÉ E ÁGUA TA DE BOM TAMANHO AFINAL TODOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS SÃO IGUAIS. PAREM COM ESSA FARRA DE LANCHINHO AS CUSTAS DO POVO.
 
Jose Roberto em 11/07/2013 08:28:09
Cacilds, 1,8 mil servidores???, tem mais gente no MPE que na polícia civil, eles tem mais é que investigar tudo mesmo, inclusive sujar os pés no barro da periferia.
 
joao de deus em 11/07/2013 08:18:05
Perguntinha básica: desde quando a população tem de pagar lanche para servidor? Porque simplesmente não criam uma cota entre todos os servidores e eles descontam do salário? Resposta: porque é mais fácil, não são eles que pagam e ninguém reclama...mas isso irá mudar....o Brasil está acordando....
 
Yars Revenge em 11/07/2013 08:17:12
Fala sério... R$ 11,00 reais por pessoa? Tá de brincadeira... Isso dá pra comprar o Café, Almoço e um lanche da tarde.. E esse pessoal gasta só com café? Dá um tempo!
Querem comer bem? Tragam seu lanche de casa!!
 
Allan Negromonte em 11/07/2013 08:08:06
Todo dia tem uma notícia nova sobre lanches, refeições, cafés....... parece que este povo só vai ao trabalho para comer. Come em casa é mais saudável.
 
paulo souza brasil em 11/07/2013 07:57:55
O MP, usa a máxima faça o que mando mas não faça o que eu faço.
isso é brincadeira, depois tem promotores que se acham acima dos demais contribuintes, só por que passaram em concurso público.
deveriam acabar com concurso pra promotor, juiz, delegado etc... deveriam instituir eleição, pois os políticos a cada 04 anos são aprovados ou não e estes senhores?
O Ministério Público também usa a máxima de que só promotores são honestos o resto é tudo corrupto. dá licença né.
 
Rafael Morais em 11/07/2013 07:53:14
Mas perai, estão tomando café da manha, lanches com o meu dinheiro, ai eu pergunto, eu fui consultado pra ver se aceitaria tirar o dinheiro q pago de imposto pra ter uma saúde, segurança, moradia, educação, pra gastar em lanches pra uma camada de privilegiado????????? Ainda tem quem se orgulha desse brasil, brasil com b minúsculo mesmo
 
Jose Roberto Santos em 11/07/2013 07:41:35
Essa é a verdadeira farra com o dinheiro público arrecadado com os impostos pago pelo trabalhador brasileiro que recebe um salário mínimo, sai de casa de madrugada e tem que levar a sua marmita para não passar fome durante o dia.
Como dia o ditado "Farinha pouca o meu pirão primeiro"
 
David Ramos em 11/07/2013 07:39:35
Todos funcionários do Estado tem isso? A Lei fala de tratamento igual, o que eles são diferente dos demais servidores concursado ou não do Estado? Nem Policial de plantão tem esse privilégio. Isso é uma vergonha e temos que acabar, porque o MPE e FED., tem que dar exemplo da função que exerce. Recentemente o povo defendeu essas criaturas e agora se deparamos com isso?
 
luiz alves em 11/07/2013 07:17:21
Quanto privilegio! E são estas as pessoas que devem cuidar dos outros poderes. Que vergonha! E agora vamos apelar a quem?
 
paulo neres carvalho em 11/07/2013 06:40:12
Enquanto esses servidores tem essas regalias, os servidores públicos estaduais que trabalham na Joao Pedro de Souza,966, se quiserem tomar agua tem que comprar ou pegar um copo e ir tomar no banheiro.Vergonha
 
brian servian stepanenko em 11/07/2013 06:24:18
Cadê o ÓRGÃO MORALISTA, O ÓRGÃO PURA HONESTIDADE... Digo e repito: O MPE ou MPF SÃO TÃO CORRUPTO QUANTO TODOS OS OUTROS ÓRGÃO PÚBLICOS DO BRASIL. Temos que acabar com estas "mordomias ou regalias", principalmente dos MP's e da MAGISTRATURA.
 
roberto silva em 11/07/2013 00:55:46
O Brasil tem que acordar pra essa palhaçada!!! Ainda tem coragem de publicar nota de esclarecimento...Esclarecer o que? Que nosso dinheiro é pra bancar COMIDA pra vocês???
O servidor publico já ganha seu salario para se alimentar, ora bolas...
Um café, uma bolacha de água e sal até vai...Mas fora isso é LUXO!!! Isso afronta o principio da MORALIDADE fora que do ponto de vista ético também é um absurdo...
Então no Edital do concurso deveria ser colocado um adicional de lanchinho pra "ficar mais bonitinho"...
Olha, esse Estado de Mato Grosso do Sul é uma verdadeira maquina de dinheiro!!!
Um estado que ainda guarda suas origens Coronelistas...
Chega Brasil! Nosso dinheiro nao é capim.
Antes fosse usado na SAÚDE da nossa população que clama em filas de postos de saúde... ISSO É INACEITÁVEL!!!
 
Fabio Alcantara dos Reis em 10/07/2013 23:26:43
Sério, isso não é pra todos os funcionários. A única coisa que chega na minha sala é café.
 
Ana da Silva em 10/07/2013 23:10:37
Isso é uma palhaçada um desrespeito ao trabalhador Brasileiro, que mal consegue tomar um chazinho, cumpre expediente integral, não emenda feriados e paga os impostos na esperança de vê-los bem aplicados em benefício de toda coletividade, porém o Governo permite essa farra com o dinheiro público. Isso sim, é vandalismo.
 
Valter Oliveira em 10/07/2013 22:34:52
A população tem que protestar contra esses abusos como fizeram na câmara . Essas noticias escabrosas dá NOJO, NÁUSEA de tão NOJENTA que é.. Tem pais de família que rala pra caramba , as vezes trabalha com fome para pagar seus impostos com honestidade, mal dá para sustentar os filhos, não tem retorno de nada daquilo que contribui, e os caras de pau numa boa, mais come do que trabalha!
 
helena da costa andrade em 10/07/2013 22:29:44
E cambada que come ! acho que cada um tem que levar seu lanche de casa, uma fruta é o suficiente , poe ex uma banana esta ótimo, é saudável tem muitas vitaminas, o mais importante sustenta e não engorda, Depois da banana toma água é melhor que suco.
 
helena da costa andrade em 10/07/2013 22:16:18
Que país é esse?????? Em quem poderemos confiar?????? Onde está o "gigante" que acordou?????
 
Sandra Segatto em 10/07/2013 22:15:41
Quem acredita nisso? Promotores e servidores comendo junto dos mortais, sei...
 
anderson alves em 10/07/2013 22:09:59
É o velho ditado: "Façam o que digo mas não façam o que eu faço!"
Esse lanche pode até ser legal, mas é imoral!
 
Paulo Porto em 10/07/2013 22:05:40
Depois dessa justificativa, passei a acreditar em tudo, saci Pererê, mula-sem-cabeça, boitatá e os demais similares. Quanta hipocrisia, esse lanchinho é um soco na cara de cada cidadão, pois em nenhum lugar temos essa regalia, então, os super-ultra-mega defensores da sociedade e dos bons costumes, deveriam simplesmente abrir mão dessa e qualquer outra regalia, vivendo exclusivamente dos seus salários, que não são baixos.
Espero que façam a doação desses valores as creches de Campo Grande, que tanto necessitam.
Pensem bem, a população defendeu com unhas e dentes o MP, não continuem com essa imoralidade
 
Francisco de Assis em 10/07/2013 22:04:26
Sou funcionária do MP e sempre senti na pele o tratamento discriminatório que os membros dão a servidores. Uma vez um ilustre membro do MP disse que se a gente quisesse mais respeito que fizesse concurso para membro tb. não sabemos que gosto tem esses lanches sofisticado. Só conhecemos água, café e chá.
 
Maria Alves em 10/07/2013 22:03:03
Um absurdo. Pq MPE pode ter lanche com dinheiro publico? Cada um deve pagar do seu bolso. Onde está a ética e a moral?
 
Dario Lima em 10/07/2013 21:32:02
Tenho conhecimento de muitos servidores que trabalham em plantão e fazem 24h e no entanto não recebem sequer o valor do almoço.
 
Marisa Aluchna em 10/07/2013 21:18:13
Aaahhh tá que é pra todos os servidores! Huhauhauhauha Stand Up MP/MS!
 
Renan Dávalos Vilalba em 10/07/2013 21:11:07
para funcionarios de escolas são proibidos comer da merenda e nem cafė tem
 
ivonete uveda em 10/07/2013 21:01:44
Nem os intocáveis da justiça tem respeito pelo contribuinte. fazer regalias com dinheiro publico ´´e muito fácil e ainda tem a cara de pau de justificar o injustificável.
 
everton de souza em 10/07/2013 20:54:47
MP É IGUAL A PODER, DINHEIRO E FARTURA!!! E O RESTO???????? BOM O RESTO É POVO!!!!!!
 
CARLOS LIMA em 10/07/2013 20:53:09
E o povo lutou tanto para a queda da PEC- 37... Que decepção! Parece que o dinheiro do imposto que mata o povo brasileiro cai do céu.
 
fatima costa em 10/07/2013 20:35:02
Interessante, há uma Cantina Particular no rescindo da Procuradoria-Geral de Justiça. Se houvesse "lanche para servidores, promotores e procuradores", essa Cantina iria à falência. Não é verdade?
 
Marcio Ramidoffi Plasman em 10/07/2013 20:32:30
essa resposta não e convincente porque sou funcionário publico estadual e se eu quiser tomar cafe tenho que comprar com o meu salario vamos acabar com isso que e uma vergonha
 
altamir vargas machado em 10/07/2013 20:30:52
A bem da verdade Munira, os servidores são servidos com café, água mineral e CHÁ, adoçados com açúcar ou adoçante.
 
Plauto A. Abressio em 10/07/2013 20:30:30
Não estou aqui para defender o Ministério Público mas fui funcionário daquela instituição e posse garantir que nunca houve lanches para servidores, procuradores e promotores exceto quando das reuniões colegiadas semanais quando estas começam cedo e adentram o período da tarde, às vezes.
 
Clésio Paulino Ovellar Jr. em 10/07/2013 20:28:26
Ultrapassa o campo do absurdo a alegação da nota, segundo a qual todo esse luxo e requinte se destina aos, também, aos servidores do MP. Que coisa feia, partindo do "Fiscal da Lei". Beira à sandice a nota. Parabéns ao campograndenews pela excelente cobertura! Fica a indagação: Pq o Ministério Público, "Fiscal da Lei", não investiga com rigor a jogatina (Jogo do Bicho) em todo o Estado de MS? Milhões são arrecadados todos os meses enganando os pobres, que, raramente ganham algum prêmio e, quando ganham, é mixaria!!! CADE O MP NESSES CASOS OU VAI FICAR SÓ DENUNCIANDO FURTO SIMPLES E OUTROS MAIS, SÓ O QUE CONVÉM???
 
Ademar Júnior em 10/07/2013 20:23:40
Sou Professor e não posso sequer utilizar a merenda servida aos alunos, porque os promotores podem se a constituição diz que tomos somos iguais perante a lei.

Eles que devem ser fiscais da lei não dão exemplos? Não posso entender isso!
 
João Luiz em 10/07/2013 20:11:09
Que coisa feia, o próprio MP mentindo. Quem trabalha no MP sabe muito bem que isso é mentira, que servidor comum jamais comeu desses lanches.
 
Rafael Santos em 10/07/2013 19:47:28
Gostaria de dizer que aos servidores que trabalham no MPE, principalmente nas Promotorias, não é servido lanche. A eles é servido somente café e chá preto. Se acaso é enviado pela Procuradoria de Justiça qualquer outra coisa (leite, capuccino) existe restrições, ou seja, só os membros que atuam podem usufruir.
A justificativa feita para os gastos não condizem com a verdade
 
Maria do socorro em 10/07/2013 19:42:09
então o MPE gasta 260 mil reais com a alimentação dos servidores (funcionários) e membros (promotores e procuradores), igualmente????? não consigo imaginar como, já que os mortais tem direito APENAS a um café de 5ª qualidade e chá na mesma situação, enquanto os semi-deuses tem suco e capuccino a disposição e os deuses tem dois lanches diários, fora os lanches extras servidos todas as vezes que eles se reunem ....
que vergonha!!!!
 
maria da silva em 10/07/2013 19:31:29
Não me venha com colóquio flácidos para acalentar bovinos!!!!!
 
Marcio Silva em 10/07/2013 19:15:24
Eu queria ver essas autoridades administrar os recursos que vem pra merenda escolar dos alunos da rede publica no valor per capita de R$ 0,33 (trinta e três centavos) por refeição.
 
Livia pereira em 10/07/2013 19:07:23
Se o ministério publico que apura as mazelas dos órgão públicos com licitações fraudulentas, contratos milionário e desperdício de dinheiro. Quem vai apurar isso? É melhor a gente calar a boca e fingir que não viu nada... Pois eles podem... Eles sempre estão certos... eles nunca erram, eles merecem este agrado... nos da sociedade, como empresários e populações que estamos errados sempre seremos os bandidos, os contraventores, os malvados da historia. Eles sempre serão os mocinhos, gente... eu não vi nada e não sei de nada... o M.P.E é o cara... Vida longa ao Ministério Publico Estadual e seus funcionários gordinhos e fofinhos.
 
Orlando Frevisan em 10/07/2013 18:58:18
Por que o Ministério Público de MS não investiga os poderosos, pq não investigam o Jogo do Bicho em MS. Tem alguma coisa estranha ai...
 
eduardo diniz em 10/07/2013 18:52:34
Triste, lamentável, e ainda fazem nota de esclarecimento justificando o injustificável, pois lembrando que moramos em um país onde a educação está entre as piores do mundo, falta merenda, ou quando tem, é de baixa qualidade, salas lotadas, professores recebem baixos salários... gostaria muito de ter um lanche desses também no meu trabalho como professor, que acredito seja tão importante quanto o do poder judiciário, pois nem a merenda dos alunos podemos ter acesso, "só se sobrar", dizem, "é a lei". Basta de mordomias a pequenos grupos, considero isso como corrupção, tanto quanto as dos políticos que fazem falcatruas em benefício próprio.
 
Marcos Gonzaga em 10/07/2013 18:48:20
E os mil reais de auxilio alimentação pagos aos senhores promotores e procuradores, será que não podem usar essa verba para os lanches?
 
Silverio Gomes em 10/07/2013 18:40:00
Enquanto para o MPE gasta R$ 11,00 por indivíduo.......
Os alunos recebem por mês Creches – R$ 1
Pré-escola – R$ 0,50
Escolas indígenas e quilombolas – R$ 0,60
Ensino fundamental, médio e educação de jovens e adultos – R$ 0,30
Ensino integral (Mais Educação) – R$ 0,90
Nesta pequena comparação percebemos o valor de cada indivíduo, pessoa.

http://www.fnde.gov.br/programas/alimentacao-escolar/alimentacao-escolar-apresentacao
 
Inacia maria da cunha em 10/07/2013 18:35:46
Como se diminuísse alguma coisa essas alegações vazias e sem fundamento. Não justifica essas longas reuniões pois alguns servidores de outros órgãos têm turnos de 24h e pagam do próprio bolso para se alimentarem, por quê com o MP tem que ser diferente? Para de remendar que está ficando pior. Isso não pode continuar! Estou começando a pensar que a criação do MP foi o maior erro da Constituição de 1988. Decepção...
 
Vicente Pinheiro em 10/07/2013 18:03:32
Muito simples resolver isso, basta transferir os custos para a Associação das categorias, pelo menos é um destino à verba que associado desprende do salário.
 
Suzi Costa em 10/07/2013 17:57:16
Mas e o cardápio??????? Precisa disso tudo para um lanche? Meu lanche é uma xícara de café preto e um pão com manteiga e olhe lá.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 10/07/2013 17:53:16
Sugestão para diminuir o valor gasto :
enxuguem a máquina , diminuam os funcionários públicos.
Engraçado isto né nós os trabalhadores comuns temos que nos virar pra tomar cafe da manha, quando dá, almoçar no PF de R$ 5,00 e por ai vai.
Porque os funcionários que são pagos com nossos impostos tem que ter estas mordomias.
Se eu pago os salários deles através de tantos impostos, sou a favor de cortar este beneficio.
Senhores tragam suas marmitas de casa , como todos nós.
 
Lizeti Aparecida Zanineli em 10/07/2013 17:52:21
Sou funcionário Público e trabalho muito distante de minha casa, assim como todos os colegas de trabalho que aqui atuam, não convêm dizer onde ou qual função exerço, porém, aqui não recebemos essas regalias, ou melhor, fazemos vaquinha todos os meses para comprar alimentos, pois devido à distância, temos que providenciar nossas refeições (almoço) aqui mesmo no trabalho, o nosso café também é comprado com nosso dinheiro, e é simples (o mais barato), sem qualquer tipo de luxo. Agora, pergunto aos promotores, por que a diferença entre os setores, vocês deveriam dar o exemplo, onde esta o principio da igualdade, sei que estão pensando “estudamos mais, merecemos ...”, lhes digo, vocês não merecem, não merecem mais do que professores, bombeiros, policiais, médicos e enfermeiros e outros funcion.
 
Glauco Silva em 10/07/2013 17:45:40
Esse benefício deve ser extinto ou oferecido a todos os servidores públicos, indistintamente, principalmente àqueles que tem remuneração muito abaixo dos servidores do MPE. O nosso país para ficar ruim tem que melhorar muito, infelizmente.
 
Tereza Cunha em 10/07/2013 17:30:33
Triste... saber isso nós professores não temos o direito nem de comer a merenda com os alunos se quisermos tomar um café temos que fazer uma vaquinha mensal e olha que a maioria tem dupla jornada, quantos colegas levam a marmita de casa.
 
neide santos em 10/07/2013 17:11:52
Pode até ser baixo, mais por que os funcionários do MPE são melhores que os os outros funcionários públicos comuns, que têm direito à somente um cafezinho, horrível por sinal.
 
Fernando Limes em 10/07/2013 17:10:23
É uma porca vergonha, porque nos temos que pagar o nosso lanche no trabalho.
 
Maria Bonita em 10/07/2013 17:06:08
Doutor Promotor, a minha firma não dá lanchinho pra mim. Tenho de comer a coxinha que a dona Maria vende na bicicleta. Tem como me dar um emprego aí?
 
José Carlos Oliveira em 10/07/2013 17:04:54
Olha, os salários dos servidores do MP, apesar de não estar a altura dos membros de carreira, não são baixos. Não justifica esse desperdício de verba pública. Se a remuneração dos membros de carreira e dos servidores são altos, por que não retirar esta bagatela de R$ 11,00 dos próprios salários, já que são eles que irão se deliciar deste "lanche"? Resposta: Porque quando o dinheiro sai do seu bolso você tende a melhor administra-lo.
 
João Czar em 10/07/2013 17:04:35
Alguém está lanchando por mim...

Aqui no MP só tem café, chá e água. Detalhe: é feito uma vez por período (matutino e vespertino) e às vezes ainda fica frio.

Se alguém está comendo, não são servidores. Eu, hein?!?!
 
Tulio Zamber em 10/07/2013 17:01:07
Esse povo não recebe salário não?! Não podem fazer as refeições em casa?
 
JESSICA MACHADO em 10/07/2013 17:00:24
Fica a pergunta...vão seguir o exemplo da câmara e acabar com essa farra!!!
 
jose de abreu em 10/07/2013 16:50:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions