A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

27/12/2010 15:44

MPE questiona contratação de médicos

Paulo Fernandes

Prefeitura de Bonito contrata médicos sem concurso público

Desde 2008, quando abriu realizou um concurso público para médico e nenhum candidato apareceu, a prefeitura de Bonito (257 km de Campo Grande) arrumou um novo jeito de realizar as contratações: terceirizando o serviço por meio de licitações.

Essas contratações sem concurso público são alvo de uma ação civil pública, movida pelo MPE (Ministério Público Estadual). Para a promotoria, a prefeitura até pode fazer contratação emergencial por meio da licitação, mas isso não poderia virar regra.

O MPE recomendou à prefeitura que volte a fazer concurso para a contratação de médicos. Mas a licitação para preencher as vagas também é uma maneira da prefeitura driblar a Lei Orgânica, que impede que os médicos recebam mais que o prefeito, José Arthur Soares de Figueiredo.

Licitação para a contratação dos médicos prevê salários de R$ 15 mil e teve o edital publicado no dia 15 de dezembro, com abertura dos envelopes no dia 3 de janeiro. Na prática, os interessados tiveram poucos dias para participar da concorrência, já que o período coincide com os recessos e festividades do fim de ano.

Segundo o gabinete do prefeito, o processo licitatório está dentro do prazo legal, que é de, pelo menos, oito dias. prefeitura diz ainda que o salário dos médicos precisa ser elevado porque são poucos os interessados em trabalhar no interior. Além disso, Bonito possui várias especialidades médicas por ser uma cidade turística.

A prefeitura diz ainda que o edital teve ampla divulgação, sendo publicado nos diários oficiais da União e do Município, além de ter sido enviado a todos os CRMs (Conselhos Regionais de Medicina) do País.

Aliados têm apenas 2 nomes para sucessão na Capital: Giroto e Simone
A prefeitura de Bonito já transformou em regra: todo ano abre licitação para contratar empresas abertas por médicos só para a concorrência pública. O...
Acordo na Assembleia inclui na pauta prorrogação do Refis estadual
Um acordo de lideranças na Assembleia Legislativa elevou de 27 para 35 o número de projetos a serem votados nesta quinta-feira (14). A relação de mat...


Me engana q eu gosto! Quem como nós que somos moradores aqui de Bonito, sabemos bem como funciona a coisa, inclusive com a omissão das autoridades. Infelismente a saúde também aqui é uma mafia. O dinheiro público escapa literalmente, pelos ralos da imoralidade reinante, sem que ninguém aja. Nem prefeito, nem vereadores, nem secretários,etc, todos omissos e onipresentes.Parece existir um grande conluio entre eles e estes médicos que nadam de braçada em salarios estratoféricos e fora dos padrãões da maioria local e que tratam o povo, bem pior que seus cachorros. Depois eles ainda tem a cara de pau de emitir nota e tentar dar explicações, como se nada disso acontecesse. Aja estomago prá aguentar estas mentes provincianas e sacanas que depõem contra Bonito e sua gente.Parabéns ao Campo Grande News, por tocar neste assunto que por aqui é segredo guardado a sete chaves, como CPI que investiga desvio de recursos no Hospital Darcy Bigatão e como no caso dos médicos nu ca mais se falou dela.
 
João Omar de Figueiredo em 27/12/2010 05:40:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions