A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/05/2012 09:09

Na Comissão de Saúde, Mandetta viaja o País para averiguar problemas

Wendell Reis
Mandetta preside na Câmara Federal a comissão que discute a Saúde do País (Foto: João Garrigó)Mandetta preside na Câmara Federal a comissão que discute a Saúde do País (Foto: João Garrigó)

O deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) está com a agenda lotada nos últimos dias. Desde que assumiu a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara, que tem entre outros objetivos discutir assuntos relativos à saúde, o deputado tem viajado o País para ministrar palestras sobre o tema.

No final desta semana e início da outra, o deputado estará em Natal-RN e em Florianópolis-SC para ministrar palestras, fazer visita a unidades de saúde e explicar como está o “Movimento da Saúde”. Apesar da correria, Mandetta diz que a presidência foi um grande salto para o mandato.

O deputado explica que há uma iniciativa da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em parceria com 38 entidades, que estão tentando, por meio de uma mobilização popular, coletar assinaturas para que o Governo Federal seja obrigado a destinar 10% da receita para a Saúde.

Recentemente, a chamada Emenda 29, definiu que os estados devem distribuir 12% e os municípios 15% para a Saúde. Porém, a presidente Dilma Rousseff (PT) usou a sua base de sustentação para votar contra a proposta de obrigar o Governo Federal a distribuir os valores.

“A União é a grande arrecadadora. De cada R$ 100 arrecadados em tributo, R$ 68 ficam nos cofres da União. O restante, 20%, nos cofres dos estados e 12% dos municípios”, detalha Mandetta. Ele acredita que foi escolhido para a presidência da comissão justamente por ser da oposição e ter mais liberdade para criticar.

“É uma Voz que pode provocar o Governo e mostrar para a sociedade quem é quem no Pacto Federativo da Saúde. Olham e acham que o problema é o prefeito, mas a União é o grande ente omisso com relação à saúde”.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions