A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

08/09/2014 12:19

Nelsinho diz que vai "destravar" setor e abrir diálogo com a construção civil

Leonardo Rocha
Nelsinho diz que vai abrir canal de diálogo com o setor da construção civil e atrair mais recursos para o Estado (Foto: Marcelo Calazans)Nelsinho diz que vai abrir canal de diálogo com o setor da construção civil e atrair mais recursos para o Estado (Foto: Marcelo Calazans)

O ex-prefeito e candidato ao governo estadual, Nelsinho Trad (PMDB), afirmou nesta manhã, durante uma roda de entrevistas com empresários da construção civil, que vai "destravar" o setor, deixando o executivo mais ágil e preparado para buscar investimentos, além de ter um canal aberto de diálogo com os profissionais da área.

"Pela experiência que adquiri como prefeito de Campo Grande, iremos destravar as questões que atrapalham a economia e a construção civil, falar direto com os órgãos responsáveis pela fiscalização, assim como abrir um canal direto com o setor", disse ele.

Nelsinho lembrou que como prefeito colocava os projetos "de baixo do braço" e percorria Brasília, para conseguir investimentos em diversos setores, tanto no habitacional, como na infraestrutura e saúde. "Consegui criar um ambiente positivo, pois não deixava de levar minha equipe para apresentar os projetos e liberar recursos", apontou.

O candidato ponderou que faz parte de sua personalidade "abrir canal" de diálogo com os ramos da economia, estabelecendo uma agenda positiva de discussões. "Na minha época nunca deixei de receber os empresários, vamos dividir nossas angústias, pois quando se produz mais, aumenta a riqueza e os empregos para o Estado".

O peemedebista lembrou que na sua gestão na Capital não havia uma "lista" de obras paradas. "Nossa realidade era outra, além de retomar o que estava parado, nós tocamos os projetos, tanto que fiz 1.044 obras novas, tínhamos grupos de trabalho para tornar as ações mais ágeis, assim como não virar as costas às obras que estão em andamento, porque eram do antecessor".

Burocracia - Nelsinho garantiu que iria "desburocratizar" o Estado, com licenças ambientais mais rápidas, assim como garantir investimentos e novos empreendimentos na área habitacional.

"Conseguimos atrair 400 novos empreendimentos em Campo Grande, deixei 5.615 casas em construção, depois que saímos não houve mais nenhuma contratação, temos como meta no Estado construir 80 mil residencias em oito anos, sendo dez mil por ano".

Entrevistas - Os candidatos ao governo estadual, Nelsinho Trad (PMDB), Delcídio do Amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB) participaram nesta segunda de uma roda de entrevistas no Sinduscon-MS (Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção do Estado de Mato Grosso do Sul), onde cada um teve uma hora para apresentar propostas e responder a perguntas de empresários do setor da construção civil.

Câmara adia de novo votação da PEC que cria distritão e fundo eleitoral
Após várias tentativas de votação nesta terça-feira (22), a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que altera o sistema político-e...
Câmara aprova parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o INSS
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 22, em plenário, a medida provisória 778/2017, que permite Estados e municípios parcelarem...
Votação da PEC do fim das coligações será retomada nesta quarta-feira
A Comissão Especial da PEC 282/2016, que propõe o fim das coligações partidárias e estabelece cláusula de barreira, teve que suspender o processo de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions