A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

31/08/2016 17:42

País vai sair da estagnação, afirma Reinaldo sobre impeachment

Governador acredita que missão de Temer é reconstruir economia e imagem do Brasil

Anahi Zurutuza
Governador durante lançamento de projeto do TJMS (Foto: Edemir Rodrigues/Governo do Estado)Governador durante lançamento de projeto do TJMS (Foto: Edemir Rodrigues/Governo do Estado)

Para o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), o afastamento definitivo de Dilma Rousseff (PT), nesta quarta-feira (31), encerra o debate que deixou o país estagnado. O Congresso decidiu cassar o mandato da presidente e oficializar Michel Temer (PMDB) como o comandante da República.

Segundo Azambuja, as principais missões de Temer serão reconstruir a economia e a imagem do Brasil. “Eu espero que agora o País possa avançar com uma pauta positiva de desenvolvimento, crescimento econômico e geração de empregos”.

O governador defende a legalidade do impeachment. “Foi legítimo, não houve golpe e fez parte de um ordenamento jurídico, tanto é que foi conduzido pelo presidente do Supremo Tribunal federal, ministro Ricardo Lewandowski “, ressaltou.

Depois de quase nove meses desde a denúncia à Câmara dos Deputados, o processo de impeachment no Congresso Nacional chegou ao fim por volta do meio-dia desta quarta-feira (31). Com 61 votos a favor e 20 contra, os senadores decidiram, nesta quarta-feira, 31 de agosto, cassar o mandato da primeira mulher eleita, com 54,5 milhões de votos, presidente do Brasil.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions