A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Abril de 2018

21/05/2012 11:07

Para evitar esquecimento, Azambuja cobra julgamento do Mensalão

Wendell Reis
Deputado entende que negar a existência do Mensalão é afrontar a democracia (Foto: Wendell Reis)Deputado entende que negar a existência do Mensalão é afrontar a democracia (Foto: Wendell Reis)

O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) espera que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgue com urgência o chamado “mensalão”. O deputado demonstra preocupação com o caso e teme que o processo caia no esquecimento. Para Azambuja, negar a existência do “mensalão” é algo que afronta a democracia no Brasil.

“O Judiciário tem que dar a resposta à sociedade. Os fatos, as provas e os inquéritos falam por si só. Não dá para querer negar isso e nem misturar com outros fatos existentes hoje... A sociedade espera urgência nesse julgamento. O Judiciário não pode virar as costas para a população. Acredito na independência e na soberania do Supremo. Estou confiante no processo”, avaliou o deputado.

Em entrevista a revista “Veja”, o responsável pela denúncia do “mensalão” ao STF, Antonio Fernando Souza, acusou o PT de difundir a versão de que o mensalão é uma farsa.

“A sociedade clama por esse julgamento. A impunidade reina com esses escândalos. Dinheiro público indo para o ralo sem ninguém ser condenado. Seria uma resposta do Judiciário mostrar que a impunidade não vai reinar no Brasil e que as pessoas que cometeram algum ilícito vão pagar. É muito importante que isso aconteça o quanto antes”, concluiu o deputado Reinaldo Azambuja, dizendo esperar que a impunidade não prevaleça.



Toda a sociedade tem por obrigação pedir exclicações do judiciário sobre o MENSALÃO. Não é possível que ninguém pense que todo esse dinheiro foi roubado de necessidades que o povo enfrenta. Saúde, Segurança, Educação, Investimentos em infra-estrutura. Chega de currupção pelo bem do Brasil.
 
Juarez Goncalves em 21/05/2012 12:06:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions