ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  26    CAMPO GRANDE 22º

Política

Prefeito eleito para 14 meses de mandato toma posse em Tribunal do Júri

Edson Moraes, agora ex-presidente da Câmara e prefeito interino, foi eleito em disputa suplementar em 6 de outubro

Por Humberto Marques | 17/10/2019 18:51
Moraes recebeu 63% dos votos. (Foto: Divulgação)
Moraes recebeu 63% dos votos. (Foto: Divulgação)

Toma posse nesta quinta-feira (17) o prefeito eleito de Miranda –a 201 km de Campo Grande–, Edson Moraes (Patri), vencedor da disputa eleitoral de 6 de outubro. A posse acontece nesta noite no plenário do Tribunal do Júri do município, sendo que o chefe do Executivo municipal, ex-presidente da Câmara e que exercia o cargo em caráter interino, foi eleito para um mandato de pouco mais de 14 meses.

Moraes, que teve como vice o também vereador Ronaldo Lisboa (PDT), venceu a eleição suplementar com 63,01% dos votos válidos (7.844 no total). A chapa superou três adversários, sendo que o segundo colocado, Valter Ferreira (DEM), que recebeu 31,26% dos votos (3.891), teve o registro da chapa indeferido por irregularidades no registro da vice, Elange Ribeiro (PSD), que não conseguiu comprovar o tempo mínimo de filiação ao novo partido para disputar o cargo –a substituição foi negada por perda de prazo, levando o caso à Justiça.

Jorge Cordella (SDD) teve 461 votos (3,7%) do total, e Zé Lopes (PV), 252 (2,02%). Foram registrados, ainda, 168 votos brancos (1,3%) e 337 nulos (2,6%), com o comparecime4nto de 12,9 mil eleitores às urnas –uma abstenção pouco superior a 30%.

A eleição suplementar em Miranda foi resultado da cassação de Marlene Bossay (MDB) e de seu vice, Antônio Tojo (PTB), sob acusação de troca de votos por cestas básicas e combustíveis nas eleições de 2016. A denúncia resultou também na perda do mandato do vereador Ivan Bossay (MDB), filho da prefeita e que teria se beneficiado da captação ilícita de sufrágio.

Caberá a Moraes concluir 14 meses do mandato para o qual Marlene foi eleita, já que, em 2020, acontecerão novas eleições municipais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário