ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 18º

Política

PSDB decide em março se lança candidato ou apoia Marquinhos

Sérgio de Paula no entanto destaca que o partido costuma respeitar os acordos firmados e terá bom senso nesta decisão

Por Leonardo Rocha | 25/11/2019 11:55
Presidente regional do PSDB, Sérgio de Paula, durante entrevista na sede do partido (Foto: Leonardo Rocha)
Presidente regional do PSDB, Sérgio de Paula, durante entrevista na sede do partido (Foto: Leonardo Rocha)

A direção do PSDB vai decidir em março se lançará candidato em Campo Grande, ou se vai apoiar a reeleição do prefeito Marquinhos Trad (PSD). A declaração foi dada pelo presidente regional da legenda, Sérgio de Paula. Ele, no entanto, adiantou que o partido costuma cumprir os acordos firmados e que terá “bom senso” na hora de tomar esta decisão.

De Paula resolveu falar sobre o assunto, após a publicação de uma resolução da direção nacional, que estipulou que toda cidade com mais de 100 mil habitantes, terá que lançar candidato a prefeito. “Toda regra tem sua exceção. Esta imposição do partido é para fortalecer a legendas já pensando na eleição de 2022, quando precisa de palanque para o João Dória”, disse ele.

O presidente regional anunciou que o partido fará uma pesquisa quantitativa e qualitativa sobre a eleição em Campo Grande, para avaliar junto à população o que ela prefere. “Depois estes dados serão repassados para direção municipal, que vai tomar a sua decisão e comunicar a estadual. Logo depois iremos consultar a (direção) nacional”, explicou.

Ele lembrou que o partido elegeu três governadores em 2018 e que estes gestores terão peso na hora de definir a situação eleitoral em 2020. “Para chegarmos a reeleição, foram feitas alianças e acordos, em outubro tivemos uma reunião com a direção nacional, onde nos passaram que seria respeitado estes acordos nos estados”, esclareceu.

Apoio - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) já adiantou que tem compromisso na reeleição de Marquinhos (Trad), porque teve o apoio da prefeito na eleição passada. “Ele (Reinaldo) será ouvido, até porque faz parte da executiva estadual e se trata da nossa principal liderança política. Haverá tranquila e bom senso nesta decisão”.

De Paula também citou que caso precise, o partido tem bons quadros tanto para Campo Grande, como em Dourados. “Aqui na Capital temos os deputados Beto Pereira e Rose Modesto, além do Carlos Alberto Assis e o vereador João Rocha. Lá em Dourados, contamos com o (deputado) Marçal Filho e o Geraldo Resende”.

O que era rápido, melhorou! Seja exclusivo, cadastre o telefone (67) 99981 9077 e receba as notícias mais lidas no Campo Grande News pelo seu WhastApp. Adicione na sua lista de contato, mande um "OI", e automaticamente você será cadastrado.