ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 26º

Política

PSDB vai à Justiça para dar vaga de Chadid a médico oftalmologista

Por Leonardo Rocha | 18/12/2013 09:50
Monteiro diz que Chadid foi expulso e que vaga pertence ao PSDB (Foto: Arquivo)
Monteiro diz que Chadid foi expulso e que vaga pertence ao PSDB (Foto: Arquivo)

O presidente estadual do PSDB, o deputado Márcio Monteiro, afirmou que caso o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) aponte o nome do secretário José Chadid, como substituto de um dos vereadores cassados, o partido irá entrar na justiça para ficar com a vaga, já que acredita que esta pertence ao partido. O objetivo é entregá-la ao médico oftalmologista Lívio Viana de Oliveira.

“O (José) Chadid foi expulso pelo partido por infidelidade partidária, pelo fato de não ter cumprido o nosso estatuto, vamos entrar na justiça para ficar com a vaga, já que em nosso entendimento ela (vaga) pertence ao PSDB”, apontou ele.

O PSDB expulsou o secretário de educação porque este assumiu a pasta na administração do prefeito Alcides Bernal (PP), sem consultar o partido. Caso o PSDB consiga na justiça eleitoral ficar com a vaga de Chadid, quem assume é o segundo suplente do partido, Lívio Viana de Olivera, o Dr. Lívio, que obteve 1.537 votos na eleição.

Decisão – O TRE-MS irá apontar hoje, às 13h30, os quatro substitutos dos vereadores Paulo Pedra (PDT), Alceu Bueno (PSL), Thais Helena (PT) e Delei Pinheiro (PSD) que foram cassados em função de denúncia de compra de votos na última eleição.

Os favoritos para assumirem as vagas são José Chadid (PSDB), Francisco Saci (PRTB), Eduardo Cury (PT do B) e o atual vereador Alex do PT, que já exerce a função e é líder do prefeito Alcides Bernal na Câmara Municipal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário