A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

15/02/2013 09:50

Puccinelli diz que duodécimo maior para TJ depende de acordo

Aline dos Santos e Carlos Martins
Governador afirma que não vê problema em aumentar repasse. (Foto: Luciano Muta)Governador afirma que não vê problema em aumentar repasse. (Foto: Luciano Muta)

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou nesta sexta-feira que não vê problemas em aumentar o duodécimo do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Mas sinaliza que não vai assumir a missão de negociar em nome do tribunal. “Tem que ter entendimento entre os demais poderes”, afirma. O duodécimo é o valor repassado pelo governo à Assembleia Legislativa, TJ/MS, MPE (Ministério Público Estadual), Defensoria Pública e Tribunal de Contas.

Ontem, em reunião com o governador, o presidente do TJ, desembargador Joenildo de Souza Chaves, solicitou que o repasse aumente de 6,8% para 8%. Caso o aumento seja aceito, o repasse para o Poder Judiciário passará de R$ 34,5 milhões para a R$ 38 milhões.

Conforme Joenildo, o reajuste será utilizado para melhorias no Poder Judiciário, entre elas a convocação de juízes e demais servidores. Ele não fala na realização de concursos públicos, mas em chamar quem já está aprovado. Hoje, o governador participou de evento no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions