A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/05/2012 16:49

Puccinelli dá ultimato ao governo federal sobre ocupação de terras por kadiwéus

Paula Maciulevicius

Governador declarou que vai responsabilizar o governo federal se passar do prazo estabelecido por ele mesmo, para intervir na retomada

“Se não acontecer qualquer mobilização, vou responsabilizar o governo federal de não tomar atitudes”, disse governador. (Foto: Minamar Junior)“Se não acontecer qualquer mobilização, vou responsabilizar o governo federal de não tomar atitudes”, disse governador. (Foto: Minamar Junior)

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou na manhã desta quinta-feira que vai responsabilizar o governo federal se o órgão passar do prazo estabelecido por ele mesmo, para intervir na questão de retomada indígena dos kadiwéus.

“O prazo limite é maio, o mês que estamos. Se não acontecer qualquer mobilização, vou responsabilizar o governo federal de não tomar atitudes, de não prover recursos, de não mandar dinheiro através da Funai para atender”, disse.

O governador solicitou por meio de ofício, ao ministro José Eduardo Martins Cardozo, a presença imediata de forças federais, devido ao clima de insegurança que domina a região onde 12 fazendas estão sendo retomadas por kadiwéus de Corumbá e Porto Murtinho e também quanto ao fechamento de rodovia pelos guaranis em Dourados.

Puccinelli mostrou ter pressa na intervenção das forças federais por receio de embargo da carne sul-mato-grossense. “Porque estamos tendo vacinação. Eu tenho que vacinar, vem missão russa para cá e se vê essa balbúrdia aqui? Embarga Mato Grosso do Sul e quem é que vai ressarcir o prejuízo de não exportar a carne?”, questiona o governador.

O governador explicou pediu no primeiro momento, para o ministro da Justiça, Força Nacional e para o Exército daqui, porque constitucionalmente, a obrigação de cuidar de indígena é da Funai.

“É uma fundação que até agora se mostrou imprestável. Não trabalha, Qual é o projeto que a Funai pôs lá? E o milho que produzia e não produz? E a soja? Então vamos produzir pelo menos mandioca. Na força ninguém consegue tirar qualquer coisa do André Puccinelli”, destacou.

O Campo Grande News entrou em contato com o Ministério da Justiça sobre o ofício enviado por Puccinelli, mas ainda não obteve resposta.



tudo isso que esta a acontesscendo é por conta do governo, que deu o titulo para o fazendeiro sabendo que a terra é dos indigenas, tem que entregar para os indigenas samos os donos da terra.
 
jonivaldo alcantara em 14/05/2012 01:56:39
Isso mesmo governador. Se não for atendido, corte o ponto e suspenda o pagamento dos salários. Se ainda assim não lhe atenderem, mande a polícia prender.
 
Diógenes Martins em 10/05/2012 06:22:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions