ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 29º

Política

Reintegrado como auditor, Freire pode ser readmitido por Bernal

Por Josemil Arruda | 17/12/2013 14:44
Gustavo Freire pode voltar a trabalhar com Bernal na Prefeitura (Foto: arquivo)
Gustavo Freire pode voltar a trabalhar com Bernal na Prefeitura (Foto: arquivo)

Com a decisão liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em mandado de segurança, determinando a reintegração de Gustavo Freire ao cargo de auditor fiscal da Receita Federal, o prefeito Alcides Bernal (PP) poderá trazê-lo de volta para a administração municipal, segundo informa um assessor próximo ao progressista. “Acho que deve voltar sim, mas como assessor, para atuar no gabinete do prefeito”, opinou ele.

Gustavo Freire chegou a ser o “supersecretário” de Bernal, tendo acumulado os cargos de secretário de Receita e de Governo. Hoje a pasta da Receita está ocupada interinamente por Disney de Souza Fernandes e a de Governo é comandada pelo professor Pedro Chaves.

Bernal tem uma relação muito próxima com Gustavo Freire. O confiança em Freire cresceu quando Freire trabalhou no mandato de Bernal como deputado estadual, no período de 2010 a 2012. Eleito prefeito de Campo Grande, no ano passado, Bernal deu a Freire a responsabilidade de conduzir as área de arrecadação tributária da administração municipal.

A demissão de Freire da administração de Bernal aconteceu após pressão da oposição e de aliados, que consideraram inadmissível a continuidade na prefeitura de uma autoridade demitida a bem do serviço público, sob acusação de improbidade administrativa.

Freire foi demitido do cargo de auditor fiscal em razão de um processo disciplinar decorrente da acusação de cobrança de propina na liberação de cargas quando trabalhava em Corumbá. No mandato de segurança, Freire alegou nulidade da decisão da Comissão Processante que opinou pela sua demissão, em razão dela ter sido integrada por um funcionário que não era efetivo no cargo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário