A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/09/2010 10:10

Secretário denuncia contratos "boca a boca" em Dourados

Redação

Jonas Alves da Silva Júnior, que assumiu a secretaria de Comunicação de Dourados após o escândalo da operação da PF (Polícia Federal), denuncia que serviços contratados na base do "boca a boca" resultaram em um rombo no setor.

"A prefeitura não vai pagar. Não pode assumir dívida sem lastro, destes tipos de serviços prestados na base da 'confiança'", afirmou em entrevista ao Dourados Agora. Um dos exemplos de contrato sem licitação é relativo a serviço de sonorização para eventos.

O secretário salienta que o prefeito interino, o juiz Eduardo Machado Rocha, está colocando a casa em ordem e quer dar uma resposta à população.

"Desde que assumiu a prefeitura há dez dias, o prefeito Eduardo Machado Rocha já conseguiu suspender contratos da Saúde com suspeita de fraude; foi à Brasília tentar salvar recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) quase perdidos porque Artuzi não teria apresentado os projetos; e conseguiu economizar pelo menos R$ 700 mil", enfatiza.

A Operação Uragano (furacão em italiano), realizada no dia primeiro de setembro, prendeu 28 pessoas em Dourados, incluindo o prefeito eleito Ari Artuzi, o vice, a primeira-dama Maria Artuzi, secretários e vereadores.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions