A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/08/2008 09:25

Sem disque denúncia, eleitor faz peregrinação

Redação

Desde que o disque-denúncia do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) foi extinto, no dia 18 de julho, o eleitor que quiser denunciar algum abuso de candidato terá de ter paciência e disposição para enfrentar uma maratona, até conseguir registrar a queixa.

A falta de informações, ou orientações erradas por parte dos funcionários dos cartórios eleitorais, leva o eleitor a uma peregrinação por atendimento, muitas vezes sem sucesso.

A busca pode começar antes da pessoa sair de casa. Por telefone a central do TRE aconselha procurar a 36ª ou a 53ª Zonas Eleitorais, mas isso nesta semana, porque existe uma escala de atendimento, o problema é que isso não é divulgado. Segundo a atendente da 53ª, a escala foi publicada apenas uma vez e no Diário da Justiça, que tem cerca de 300 páginas, todos os dias.

A perda de tempo, e de dinheiro com o transporte, começa depois de uma

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions