A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/01/2012 18:01

Senadores de MS gastaram R$ 628 mil de ajuda de custo em 2011

Edmir Conceição


Votem neles novamente. Deveriam oferecer a eles R$ 622,00 de ajuda de custo, o valor do salário mínimo aprovado.
 
DANIELE ROCHA em 16/01/2012 06:37:35
Senadores Antonio Russo (esq), Waldemir Moka (centro) e Delcídio do Amaral (dir)Senadores Antonio Russo (esq), Waldemir Moka (centro) e Delcídio do Amaral (dir)

Os três senadores de Mato Grosso do Sul – Antonio Russo (PR-MS), Delcídio do Amaral (PT-MS) e Waldemir Moka (PMDB-MS) gastaram e foram reembolsados por despesas que chegaram a R$ 628.517,10, segundo levantamento feito pelo Campo Grande News.

Esses dados ainda são parciais, já que não estão computados os gastos do senador Delcídio do Amaral relativos ao mês de dezembro, que ainda não foram lançados no site do Senado.

Os gastos dos senadores se referem a despesas para manutenção do mandato entre fevereiro e dezembro de 2001. Moka gastou R$ R$ 255.678,81; Delcídio, R$ 218.184,21 e, Antonio Russo, R$ 154.654,08.

Os valores apurados se referem ao período de fevereiro a dezembro no caso do senador Waldemir Moka, de fevereiro a novembro, em relação ao senador Delcídio do Amaral, e relativos ao período de julho a dezembro quanto ao senador Antonio Russo, que assumiu a vaga deixada por Marisa Serrano, de quem era suplente.

A exemplo da Câmara Federal, os senadores têm cota de de pouco mais de R$ 32 mil, por mês, para bancar gastos com passagens aéreas, telefone, serviços postais, materiais e manutenção de escritório, assinatura de publicações (jornais e revistas), transporte, alimentação, hospedagens, combustíveis, segurança e divulgação das atividades parlamentares em veículos de comunicação.

Deputados federais de MS gastaram R$ 2,4 milhões em 2011
Câmara reembolsa parlamentares por despesas com passagens, telefone, postagem, escritório, jornais e revistas, transporte, alimentação, hospedagem, c...
Assembleia pode votar polêmico projeto "Lei Harfouche" nesta semana
Considerado polêmico, o projeto chamado de "Lei Harfouche", que prevê a reparação de danos por alunos, em casos de atos de vandalismo em escolas, pod...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions