A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

29/06/2016 12:29

STF manda soltar ex-ministro Paulo Bernardo, preso há seis dias

Ele foi preso pela Operação Custo Brasil há seis dias

Mayara Bueno
Paulo Bernardo, ex-ministro do governo PT, preso semana passada pela Lava Jato. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)Paulo Bernardo, ex-ministro do governo PT, preso semana passada pela Lava Jato. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, mandou soltar o ex-ministro Paulo Bernardo, nesta quarta-feira (29). Ele foi ministro de Planejamento e Comunicações no governo do PT e foi preso na Operação Custo Brasil, mais uma fase da Lava Jato, pela Polícia Federal na quinta-feira (23).

Paulo Bernardo foi detido com outros 10 alvos da investigação sobre o esquema Consist, empresa de software que teria desviado R$ 100 milhões de empréstimos consignados no Ministério Público. As informações são do Estadão. O ex-ministro também foi secretário de Fazenda no governo de José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT. A Consist também firmou contrato com o governo estadual de MS, na ocasião.

A investigação na Lava Jato mostra que o advogado Guilherme Gonçalves teria atuado como repassador de propinas no esquema da empresa para Paulo Bernardo e teria ainda bancado despesas de sua mulher, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), na campanha de 2010.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions