A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

29/04/2009 13:43

Sul-Fronteira: governantes festejam integração econômica

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB), o governador do Departamento de Amambay (PY), Juan Ramirez, e o prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), destacaram hoje a importância econômica e de integração que a rodovia Sul-Fronteira trará tanto para o Brasil quanto ao Paraguai.

A ordem de serviço foi assinada hoje à tarde, no Distrito de Sanga Puitã, com a presença do ministro Gedel Vieira Lima (Integração Nacional) e o presidente do Paraguai, Fernando Lugo.

"Ela representa integração de fato, não só com palavra em solenidades, mas com uma obra física desse porte, que propicia melhor qualidade de vida ao povo brasileiro e ao povo paraguaio", ressaltou André Puccinelli.

O governador do Departamento de Amambay, Juan Ramirez, afirmou que a rodovia favorece a economia da fronteira, integrando produtores brasileiros e paraguaios.

"Aqui na fronteira, paraguaios e brasileiros têm muitas lutas em comum. Esta obra fortalece essa união e garante o desenvolvimento dos municípios de ambos os lados", opinou.

Já o prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), afirma que a Sul-Fronteira facilita o escoamento da produção agrícola para o mercado internacional, via Porto de Concepción.

"Trata-se de um importante elo para o escoamento de toda nossa safra para o Pacífico, reduzindo de forma significativa o custo do frete", afirmou.

Kayatt lembra que essa nova rota diminui em 8 mil quilômetros a distância para o principal comprador da produção, que é a China.

Segundo o prefeito, somente Ponta Porã produz 320 mil cabeças de gado, possui 140 mil hectares de soja e 30 mil hectares de milho.

"Grande parte desta produção atende o mercado externo. O grande potencial econômico do Brasil está na região Oeste. Investimentos como o da rodovia Sul-Fronteira mostram que juntos, os governos estão no caminho certo do desenvolvimento", disse.

Na primeira etapa de obras na Sul-Fronteira, os investimentos serão de R$ 72 milhões na pavimentação de 80 quilômetros da MS-165, envolvendo o Distrito de Sanga Puitã (Ponta Porã), Aral Moreira e Coronel Sapucaia.

Os recursos foram obtidos pelo governador André Puccinelli junto ao Ministério da Integração Nacional, com 10% de contrapartida do Estado.

A obra irá gerar aproximadamente 300 empregos diretos e cerca de 1000 indiretos. A previsão é que seja concluída até o final do primeiro semestre de 2011.

Na segunda etapa do projeto, será executada a pavimentação da rodovia ligando o município de Coronel Sapucaia a Mundo Novo, passando pelas cidades de Paranhos, Sete Quedas e Japorã, envolvendo um extensão de 261 quilômetros, incluindo a rodovia MS-165 e MS-299.

No lado paraguaio, a obra irá beneficiar os departamentos de Concepcion, Amambay, San Pedro Canindeyú e Alto Paraguay. Somente em Mato Grosso do Sul, de acordo com os técnicos da Agesul, a obra irá beneficiar diretamente 142 mil pessoas.

Importância

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions