A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/05/2009 16:30

TJ condiciona reajuste ao aumento no repasse do Governo

Redação

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, desembargador Elpídio Helvécio Chaves Martins, decidiu condicionar o reajuste dos 3,5 mil funcionários do Poder Judiciário ao aumento no duodécimo repassado pelo Poder Executivo.

O governador André Puccinelli (PMDB) quer reduzir o repasse feito aos poderes, incluindo a Assembléia Legislativa, Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública. Contudo, enfrenta grande resistência dos dirigentes.

Por meio da assessoria, Martins afirmou que "o Tribunal de Justiça confia no compromisso do governador com o Poder Judiciário". Ele ainda condicionou o reajuste nos salários dos funcionários, que elevará a folha em 10%, ao aumento no duodécimo. "(O governador) não vai deixar de atender aos anseios dos servidores, que terão reajuste neste mês", informou Martins.

Com a decisão, o Tribunal de Justiça joga para o governador a responsabilidade pela implantação do novo PCC (Plano de Cargos e Carreiras), que prevê reajuste linear de 6% e aumento de 20% para o servidor trocar a jornada diária de 6 por 8 horas. O tribunal recebe R$ 24 milhões por mês de duodécimo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions