A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/12/2012 14:19

Transição na Prefeitura domina sessão na Câmara nesta 3ª

Luciana Brazil e Paula Maciulevicius
Vanderlei Cabeludo disse que Prefeitura está aberta à equipe de Bernal. (Foto: Paulinha Maciulevicius)Vanderlei Cabeludo disse que Prefeitura está aberta à equipe de Bernal. (Foto: Paulinha Maciulevicius)

Durante a sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (4), o assunto dominante foi a transição na Prefeitura de Campo Grande, com destaque para as queixas da equipe do prefeito eleito de dificuldade no acesso às informações da atual administração.

Ontem, o prefeito eleito, Alcides Bernal (PP), convocou coletiva de imprensa para engrossar as queixas que já haviam sido feitas. Segundo a equipe de transição de Bernal, a maior parte dos dados que foi repassada consta no site da transparência. Por outro lado, representantes do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) garantem que cumprem a normativa do Tribunal de Contas sobre o tema e que estão fornecendo os documentos necessários.

O vereador Vanderlei da Silva Matos (PMDB), conhecido como Vanderlei Cabeludo, afirmou que a equipe de Nelsinho está aberta ao trabalho. Segundo ele, Trad jamais fecharia a porta para a equipe de transição.

“Nós conhecemos o Nelsinho, é um cara de bem. Lógico que ele é político e ele jamais iria fechar a porta. Faz tempo que ele está chamando o Bernal para conversar, mas ele se fechou para todo mundo, até para os companheiros que apoiaram ele na campanha”, disparou.

O vereador ainda ressaltou a preocupação dos parlamentares com o valor destinado ao município de R$1 bilhão referente ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da Mobilidade Urbana e o PAC III. Segundo eles, Campo Grande poderia perder o investimento, devido a falta de agenda entre eles . “Eu tenho medo que a gente perca o PAC. Isso é minha preocupação. Mas é uma responsabilidade dos dois, do Nelsinho e do Bernal”.

Mas cabeludo fez questão de frisar a competência das duas equipes. “Pelo o que eu vejo o pessoal do Bernal é competente e do Nelsinho também. Eu acho que eles não vão deixar isso acontecer”, afirmou se referindo ao

A vereadora Thais Helena (PT), que faz parte da equipe de vereadores que acompanha o grupo de transição, afirmou que apenas a lei orgânica do município e a lei estatuária de cada secretaria foram repassadas pela atual administração. “Mas os projetos não foram passados, a gente pede para passar as últimas prestações de conta e até agora não passaram. A relação dos servidores comissionados e concursados eles também não passaram”.

Segundo ela, amanhã haverá uma nova reunião entre as equipes, o quarto encontro entre os grupos. “Realmente sobre as obras municipais, sobre a dengue, o que está sendo feito e o que precisa ser feito para evitar uma epidemia, eles passaram. Mas tem informações essenciais que poderiam estar sendo passadas, mas não estão”, ponderou.

A vereadora ainda destacou que em todos os encontros de transição as exigências são feitas e tudo fica registrado em ata. “Está havendo uma letargia da equipe de transição do Nelsinho. Estamos lá e não em estamos recebendo informações. Em toda reunião é feita essa cobrança, pedimos até para constar em ata. Tudo está insatisfatório. Até agora não tem informação nenhuma. O que eles passam hoje está tudo no site da prefeitura”.

Thais Helena criticou a situação dizendo que “se for para fazer como está sendo feito, então que não se faça a transição”.

Já foram solicitadas contas, termos aditivos, contratos, entre outros documentos. “Cada secretaria sabe isso da sua pasta. Vamos para o diálogo mais uma vez, amanhã tem mais uma reunião para recepcionar o calendário de atividades”. O calendário, segundo a parlamentar, são apresentações que cada secretaria fará para as equipes de transição.

Integrante do grupo de vereadores que acompanha as equipe de transição, Paulo Pedra (PDT) afirmou que está adotando uma postura neutra, já que foi quem propôs o acompanhamento.

“Sou indicado da Câmara, fui eu que propus a criação desse grupo, tenho que ser neste ponto, não vou dizer magistrado, mas neutro. Estamos colaborando para cumprir a transição. Nosso papel é ficar no meio para sermos a balança. A reclamação da demora houve, pedimos para equipe do Nelsinho para que faça a pauta de entrega de documentos que o Bernal pediu".

Pedra lembrou que tem pontuado o trabalho imparcial e ainda questionou as ações do Bernal. “Não vejo por que o Bernal não indica logo os secretários, eles poderiam fazer a transição. Estou falando isso como político e como vereador. Quem vai tocar a secretaria é o secretário, mas é claro que a gente respeita a opinião do Bernal”.

O vereador lembra que a demora no repasse dos dados pode prejudicar a administração do Bernal, mas os vereadores estão intermediando isso.

Já foram solicitadas contas, termos aditivos, contratos, entre outros documentos. “Cada secretaria sabe isso da sua pasta. Vamos para o diálogo mais uma vez, amanhã tem mais uma reunião para recepcionar o calendário de atividades”. O calendário, segundo a parlamentar, são apresentações que cada secretaria fará para as equipes de transição.

Integrante do grupo de vereadores que acompanha as equipe de transição, Paulo Pedra (PDT) afirmou que está adotando uma postura neutra, já que foi quem propôs o acompanhamento.

“Sou indicado da Câmara, fui eu que propus a criação desse grupo, tenho que ser neste ponto, não vou dizer magistrado, mas neutro. Estamos colaborando para cumprir a transição. Nosso papel é ficar no meio para sermos a balança. A reclamação da demora houve, pedimos para equipe do Nelsinho para que faça a pauta de entrega de documentos que o Bernal pediu".

Pedra lembrou que tem pontuado o trabalho imparcial e ainda questionou as ações do Bernal. “Não vejo por que o Bernal não indica logo os secretários, eles poderiam fazer a transição. Estou falando isso como político e como vereador. Quem vai tocar a secretaria é o secretário, mas é claro que a gente respeita a opinião do Bernal”.

O vereador lembra que a demora no repasse dos dados pode prejudicar a administração do Bernal, mas os vereadores estão intermediando isso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions