A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/05/2012 12:52

TRE/MS condena vereador de Bonito por infidelidade partidária

Wendell Reis

A sete meses do fim do mandato, vereador deverá passar cargo para suplente

O TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), em decisão unânime, julgou procedente o pedido do PMN para que o vereador de Bonito, Clóvis Enoir Schimidt, perca o mandato por conta de uma desfiliação partidária feita sem justificativa legal, o que caracteriza infidelidade partidária.

Clóvis foi eleito vereador pelo PMN em 2008, mas mudou-se para o PR no ano passado. Com a decisão, ele será obrigado a passar o mandato, faltando sete meses para o fim, ao primeiro suplente da coligação, Jamisson de Matos, que fez 111 votos.

A mudança de Clóvis não atendeu a legislação, que permite desfiliação apenas nos casos de incorporação ou fusão do partido; criação de novo partido; mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário ou grave discriminação pessoal. A decisão cabe recurso. O Campo Grande News entrou em contato com o vereador, mas ele não quis comentar a decisão.



Certíssimo, que notícia maravilhosa, tomara que se concretize, afinal se foi eleito por certo partido é nele que tem de permanecer até o final, porque se ganhou a eleição foi com a ajuda do partido, e no mais não vai fazer falta alguma pra cidade, que está muito carente de bons políticos, os atuais são meramente ilustrativos que não fazem nada pela cidade.
 
Renato Brum em 14/05/2012 05:52:23
Acho um absurdo isso ele não roubo nem matou, alguém:?
cadê o direito de ir e vir, a democracia fica em que ponto da lei??????????
Não votei pra ele mais estou indignado com isso.
Quantos roubam e fica di boa.....?
Partido é o de menos.
 
CICERO FREITAS BATISTA em 14/05/2012 03:40:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions