A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/09/2010 08:55

Tumulto e agressão fazem vereadores cancelar sessão

Redação

A sessão desta manhã na Câmara Municipal de Dourados foi cancelada devido ao grande tumulto e à agressão sofrida pelo vereador Aurélio Bonatto (PDT). Um manifestante atirou um sapato que atingiu em cheio a testa do parlamentar.

Os vereadores Délia Razuk (PMDB), Júlio Artuzi (PRB), Gino Ferreira (DEM), Aurélio Bonatto (PDT), Dirceu Longhi (PT) e o suplente Cido Medeiros (DEM) se reuniram e resolveram cancelar a sessão baseados no artigo 156 do regimento interno, que permite a paralisação dos trabalhos por falta de segurança.

Devido às denúncias de corrupção na prefeitura de Dourados, envolvendo pagamento de propina a vários vereadores, manifestantes lotaram a Casa nesta manhã.

Alguns jogaram moedas nos vereadores acusados de receber propina da prefeitura de Dourados.

Depois que Bonatto foi atingido por um sapatos e os manifestantes jogaram moedas nos vereadores, a Polícia Militar precisou intervir e retirar os parlamentares do plenário.

Dois tumultos se formaram do lado de fora da Câmara: um na porta frontal e outro na entrada lateral. As pessoas queriam entrar para assistir à sessão, mas não havia mais lugar.

A segurança é feita pela Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal de seguranças particulares.

Dos nove vereadores presos pela operação Uragano, da Polícia Federal, quatro ainda estão presos: o presidente da Casa, Sidlei Alves (DEM), Júnior Teixeira (PDT), Zezinho da Farmácia (PSDB) e Edvaldo Moreira (PDT).

Todos foram filmados pelo então secretário de Governo, Eleandro Passaia, recebendo propina. O dinheiro vinha da cobrança de 10% dos contratos com empreiteiras de Dourados. Colaborou Sidney Bronka, de Dourados.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions