A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 15 de Dezembro de 2018

10/06/2013 12:55

Vereadores solicitam que Bernal monte “conselho” para não afastar investimentos

Leonardo Rocha e Jéssica Benitez
Dharleng Campos afirma que só faltam dois nomes para formar conselho (Foto: Cleber Gellio)Dharleng Campos afirma que só faltam dois nomes para formar conselho (Foto: Cleber Gellio)

Vereadores que integram a comissão de indústria e comércio da Câmara afirmaram, após audiência pública que discutiu queda de investimentos em Campo Grande, que o prefeito Alcides Bernal (PP) deve formar um Codecom (Conselho de Desenvolvimento Econômico Municipal) que possa articular e trazer novos investimentos à Capital.

Eles destacaram que este “conselho” irá dar celeridade aos processos burocráticos na Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio) e deixar de expedir os “alvarás” com atraso. “Na outra gestão, a pasta funcionava com a participação deste conselho, o Bernal não tomou esta iniciativa e agora está colhendo os frutos”, ressaltou o vereador Airton Saraiva (DEM), membro da comissão.

De acordo com ele, em comparação ao semestre de 2012, houve queda de 25 a 30% na expedição de alvarás pelo executivo. “Ele (Bernal) demorou para nomear a comandante da Sedesc, e quando escolheu o fez de forma interina”, destacou ele, se referindo a nova secretária da Sedesc, Dharleng Campos de Oliveira.

Os vereadores também pediram a “recontratação” dos antigos funcionários da pasta, que foram demitidos após a entrada da nova gestão. “Eles tinham experiência na área, estão fazendo falta, da maneira como está, o prefeito vai espantar os empresários”, afirmou Saraiva.

Explicações – A secretária interina da Sedesc, Dharleng Campos afirmou que o Codecom já está sendo formado, e ainda apontou que dos 14 integrantes, a prefeitura já tem doze, faltando apenas dois que seriam completados com representantes de Ongs.

A vereadora Carla Stefanini (PMDB), responsável por convocar a audiência pública, questionou a declaração da secretária, ressaltando que se as Ongs ainda não indicaram os nomes, a prefeitura deve incluir outros representantes. “Isto não justifica esta demora”, afirmou ela.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions