ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 21º

Reportagens Especiais

Só deu cobra: sucuris se exibem em vídeos mais vistos do ano no mundo animal

Aparições de serpentes gigantes, jacarés desnutridos e onças dominaram o ranking de visualizações na categoria

Por Natália Olliver | 25/12/2023 07:10
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Não é novidade que os sul-mato-grossenses adoram ver um vídeo inusitado. É só chegar um vídeo do "mundo selvagem" que a equipe inteira se esforça para colocar logo no ar. A bicharada em espaços próximos à natureza, mas em áreas urbanas, é um dos assunto que mais chamam atenção. E neste ano, só deu cobra.

A começar pela sucuri gigante, de 6 metros, vista dentro de um bueiro de Bonito, município a 279 quilômetros de Campo Grande, foi o conteúdo animal mais visto.

O flagra feito por uma amiga do jornalista e influenciador digital Carlos Arakaki rendeu quase 400 mil leituras (322.153). O registro foi feito em abril. De acordo com ele, o animal foi encontrado na região de um condomínio. Os moradores ficaram assustados com a cena. No vídeo é possível ver que após a boca de lobo ser aberta, a serpente logo se esconde na tubulação.

A mesma sucuri aparece no segundo vídeo mais visto do ano na categoria animal, com 243.317 leituras. Dessa vez, ela estava tomando banho de sol enrolada em meio ao capim, próximo ao mesmo condomínio de alto padrão, localizado no Solar dos Lagos.

Segundo Jaison Morales, de 35 anos, que gravou a cena, o imóvel residencial foi construído no local conhecido como antigo "calcarinho". “Ali tem vários trechos e passagens para córregos no meio da vegetação. Por onde elas passam, fica marcado o rastro no chão”.

Ana Cristina Trevelin, secretária de Meio Ambiente de Bonito, disse que situações como essas são normais na região. “Foi próximo à área verde de mata ciliar em Bonito. Foi perto da casa dela, né? Os dutos com água são naturais para ela. Estava passeando, é um lugar característico para ela”.

O terceiro lugar ainda é da nossa estrela, a sucuri gigante, moradora ilustre e “instagramável” do residencial Solar dos Lagos. Depois de ficar famosa na região, ela precisou ser levada ao Parque Nacional da Serra de Bodoquena. A medida foi tomada pela PMA (Policia Militar Ambiental) para evitar que turistas e residentes tocassem no animal.

“Nós suspeitamos que exista mais de um espécime passeando por lá. As aparições estão mais frequentes em razão do período de chuvas intensas, o que tem aumentado as áreas úmidas ao redor dos lagos, que, por sua vez, ampliam o território das sucuris. Elas, no geral, não representam riscos para a comunidade, porém os moradores precisam respeitar os limites do animal e infelizmente soubemos de situações em que pessoas estão se aproximando demais e até tocando na cobra”, disse Ana Cristina Trevelin.

Outros animais - Ocupando o top 5, o caso de jacarés desnutridos na região do Passo da Lontra, em Corumbá. O registro mostra os animais na Estrada Parque. Apesar das cenas terem chocado quem viu a cena de pertinho e descreveu a situação como “só pele e osso”, a médica veterinária, bióloga e professora da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), Paula Helena Santa Rita, explicou na época que esse grupo de animais estava sendo monitorado e que intervenções são realizadas somente em casos extremos.

“A gente só faz uma intervenção direta devidamente autorizada, quando estamos trabalhando com uma espécie que está em via de extinção, jacaré no Pantanal tem uma grande população e anualmente sofrem esse tipo de pressão e faz parte da evolução do grupo inclusive.”

A bióloga ainda diz que animais como esses, do grupo dos répteis, têm uma capacidade muito grande de suportar situações de seca extrema. Também é dito que as imagens que geram comoção não são novidade.

Pássaros - Na categoria pássaros, um urutau que defende filhotes de outra espécie, bem-te-vis, ganhou as graças dos leitores. Ao todo, foram 33.914 mil visualizações na matéria. O episódio virou espetáculo na Capital, perto do cruzamento com a Avenida Rodolfo José Pinho, no Bairro Jardim São Bento.

O registro é do cinegrafista Jairton Costa. Ele foi até o local somente para fazer algumas fotos e quando soube que o pássaro estava defendendo os filhotes. “O urutau fez um ninho e bem no fundo está um filhote. Os bem-te-vis querem chegar no filhote, eles vão por trás do ninho tentando desmanchar para pegar, mas a mãe não sai de lá. Fui lá só para ver e tirar foto”.

Ednilson Queiroz, coronel da PMA (Polícia Militar Ambiental), explica que, apesar de chamar atenção pela beleza e os sons, a cena é corriqueira na natureza e esse parece ser um urutau-comum, aquele que se disfarça por mimetismo, ficando igualzinho a um galho de árvore. A espécie, assim como várias outras, estava em período reprodutivo durante o mês de janeiro, quando a cena foi filmada.

Felinos - Agora é a vez dos felinos. Em 8ª posição, as rainhas do Pantanal. Duas onças-pintadas renderam 32.624 leituras após serem flagradas passeando tranquilamente na BR-262.

O produtor de eventos Luís Cláudio Gonçalves quase não acreditou na cena. Ele estava voltando de Corumbá para Campo Grande, quando viu os felinos gigantes na pista. O registro foi noturno e feito por uma câmera de celular. As onças atravessaram a pista assustadas com a luz do veículo, que reduziu a velocidade logo após passar um radar.

“Ficamos muito nervosos, quase não consegui filmar. Parecia um filme. Eu fiquei em choque, não sabia nem o que falar. Depois uma delas voltou para pista e minha janela estava aberta, deu medo. Não sabíamos se ela poderia avançar ou não. Aí seguimos viagem.”

Sobre a experiencia, na época, o corumbaense disse que apesar do susto espera que todo sul-mato-grossense tenha a chance de ver uma onça-pintada de pertinho. "Eu desejo que todos que moram em Mato Grosso do Sul vejam um dia, para entender o que eu não consigo dizer em palavras”.

Especialistas consultados pelo Campo Grande News acreditam que se trata de um casal de onças-pintadas, mas não descartam a chance de se tratar de dois machos. Em algumas regiões do Pantanal, já foram avistados dois machos jovens andando juntos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias