A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

24/08/2011 15:56

A poucos dias do resgate, leão Antuak já recebeu R$ 24 mil da prefeitura de Ivinhema

Paula Maciulevicius

Contrapartida vai custear manutenção do leão por dois anos

Antuak começa a viagem na sexta-feira da semana que vem. Na nova casa, contará com a companhia de outros 11 leões. (Foto: IviNotícias)
Antuak começa a viagem na sexta-feira da semana que vem. Na nova casa, contará com a companhia de outros 11 leões. (Foto: IviNotícias)

Prestes a chegar um novo lar. A poucos dias do resgate, a equipe da ONG Rancho dos Gnomos, em Cotia, cidade do interior paulista, corre com os preparativos finais para receber o leão. A contrapartida foi dada nesta semana, no valor de R$ 24 mil pela prefeitura de Ivinhema, município que abriga o felino em um zoológico desativado desde 2005.

O dinheiro, segundo a fundadora da ONG, Silva Pompeu, vai custear a manutenção por dois anos.

O leão está a um rugido de chegar ao novo lar, vai trocar as condições precárias do zoológico por uma jaula de 1 mil metros quadrados e a solidão, pela companhia de duas leoas.

A chegada da equipe do Rancho está marcada para quinta-feira da próxima semana. A fundadora da ONG, Silvia Pompeu explica que eles sempre procuram chegar ao local um dia antes, descansar para a correria do embarque.

No caso do leão, agora chamado de Antuak, o embarque começa nas primeiras horas de sol da sexta-feira, dia 02 de setembro. “Analisamos passo a passo, se está tudo bem, depende se está calor, do estado de espírito dele, tudo é avaliado”, conta, para então seguir viagem.

Animal vai ser mantido em Cotia, pela prefeitura de Ivinhema por dois anos. (Foto: IviNotícias)
Animal vai ser mantido em Cotia, pela prefeitura de Ivinhema por dois anos. (Foto: IviNotícias)

O leão será levado em uma carreta transporte, içada por um caminhão guincho, em companhia de uma equipe de biólogos e veterinários, incluindo um anestesista.

A viagem é prevista para acontecer em três dias. “Vamos devagar, para, descansa, seguindo de acordo com as necessidades do animal”, relata Silvia.

Silvia já fala do animal com amor de mãe. Os preparativos para uma chegada angustiante, que mesmo com o processo burocrático até conseguir a autorização do Ibama, por sorte não chegou a nove meses.

“Ele que vai ditar as regras. Nada é preciso, o nosso cronograma vai ser adaptado com as necessidades do Antuak”, diz.

O caminho para a nova casa conta também com a solidariedade dos companheiros de estrada. Pela experiência de resgates anteriores, Silvia conta que através da mídia, muitos caminhoneiros já sabem logo quem veem a carreta do Rancho, que se trata do resgate de algum animal.

“Eles param em volta, fazem um cerco quando paramos em um posto, para que ninguém se aproxime”, descreve.

O felino que antes chamava Simba está desde 2005 no zoológico desativado em Ivinhema. Ano passado ele ficou mais solitário, depois de perder sua companheira.

A mudança de endereço do leão, que agora passará a se chamar Antuak, será possível graças a ajuda de várias pessoas e entidades, contando inclusive com uma campanha na mídia social Facebook, arrecadando dinheiro, e o compromisso da prefeitura de Ivinhema de custear a manutenção do animal.

A manutenção do leão custa aproximadamente R$ 1.000 por mês, estima os fundadores da ONG, incluindo gastos com alimentação, medicamentos e produtos de limpeza. O animal come 6 kg de carne por dia.

No Rancho dos Gnomos, moram 11 leões, um tigre e uma onça parda. Os felinos recebem frangos, víceras, complemento vitamínico e, acredite, erva cidreira.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions