A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

27/07/2015 11:09

Câmara inicia semestre legislativo hoje e retoma discussão sobre apalpada

Vereadores de Dourados fazem à noite a primeira sessão do segundo semestre; Comissão de Ética ainda está incompleta para apurar denúncia contra Maurício Lemes Soares

Helio de Freitas
Plenário da Câmara de Dourados, que faz primeira sessão do semestre hoje à noite (Foto: Divulgação)Plenário da Câmara de Dourados, que faz primeira sessão do semestre hoje à noite (Foto: Divulgação)

A Câmara de Vereadores de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, retoma nesta segunda-feira (27) os trabalhos legislativos após duas semanas de recesso. A primeira sessão do segundo semestre começa às 19h.

Veja Mais
Vereador vira testemunha e desfalca comissão que investiga apalpada
Vereadores vão à delegacia acompanhar depoimentos sobre apalpada

Além dos projetos que entram na pauta de discussão e votação, os vereadores da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul ainda precisam apresentar uma solução para o processo por quebra de decoro instaurado contra Maurício Lemes Soares (PSB), acusado de apalpar as nádegas da colega, Virgínia Magrini (PP), na sessão de 8 de junho deste ano.

Na mesma noite do episódio, Lemes teria procurado a vereadora para pedir desculpas, afirmando ter feito apenas uma “brincadeira”. Virgínia não aceitou o pedido e, além fazer uma representação contra o colega, registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher.

Na sessão desta segunda a mesa diretora deve indicar o terceiro membro da Comissão de Ética, para o processo ser retomado. Presidida pelo vereador Marcelo Mourão (PSD), a comissão ficou incompleta com a saída de Cirilo Ramão (PTC). O outro membro é Juarez de Oliveira (PRB).

O vereador Alberto Alves dos Santos (PDT), o Bebeto, foi indicado, mas recusou o posto alegando problemas familiares. Com isso, o nome do terceiro integrante terá de ser definido em plenário. Só depois da recomposição da comissão o caso terá sequência, com o depoimento das testemunhas de defesa e de acusação.

Muito trabalho – O presidente da Câmara, Idenor Machado (DEM), prevê um segundo semestre de muito trabalho por parte dos vereadores douradenses, “não só em plenário, nos dias de sessões, mas diariamente, por meio de visitas aos bairros e associações, para ouvir os anseios da comunidade, como tem sido desde o início da atual legislatura”.

Idenor Machado pediu que os vereadores tenham “atuação coerente” e façam análise criteriosa dos projetos “para que o Legislativo municipal possa produzir leis que venham realmente ao encontro dos interesses da sociedade douradense”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions