A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

17/03/2015 14:51

Setor produtivo rural faz protesto domingo contra o governo

Denominado “EnDireita Já!”, protesto será no parque de exposições de Dourados e vai reunir produtores de todo o Estado

Helio de Freitas, de Dourados
Ruralistas e o presidente da Aced (2º à esquerda) seguram adesivo da mobilização “EnDireita Já!” (Foto: Divulgação)Ruralistas e o presidente da Aced (2º à esquerda) seguram adesivo da mobilização “EnDireita Já!” (Foto: Divulgação)

A cidade de Dourados, a 233 km de Campo Grande, será palco no próximo domingo de mais um protesto contra o governo de Dilma Rousseff (PT). Após a manifestação com seis mil pessoas realizada domingo, agora é a vez de produtores rurais do município e de outras regiões de Mato Grosso do Sul. A mobilização, no parque de exposições da cidade, será liderada pela Frente Produtiva do Brasil e vai reunir também representantes da sociedade civil organizada.

Veja Mais
Em discurso sobre manifestações, Dilma diz que País está mais forte que nunca
Na periferia, moradores acham que já houve motivo pior para manifestações

Denominada “EnDireita já!”, a manifestação faz uma alusão à histórica campanha “Diretas Já”, ocorrida em 1984, e destaca a palavra “direita”. Adesivos

Luiz Antonio Naban, um dos coordenadores da Frente Produtiva do Brasil, afirmou que o movimento em Dourados terá abrangência estadual, com participação de entidades de todos os municípios de Mato Grosso do Sul, para protestar contra a corrupção e contra as recentes medidas econômicas adotadas pelo governo.

De acordo com o ruralista, o manifesto é aberto para toda a sociedade, incluindo classe produtora rural, a indústria, comércio, profissionais liberais, igrejas, trabalhadores e até os desempregados. “É um movimento da nação brasileira, um encontro de cidadãos do bem, que trabalham e pagam seus impostos e estão sendo prejudicados por uma gestão desmoralizada e incompetente”, afirmou.

Luiz Antonio Naban informou nesta terça-feira que representantes nacionais da Frente Produtiva estarão em Dourados para o manifesto de domingo. “Estamos unindo forças para demonstrar nossa insatisfação com a política desastrosa praticada em nosso país”, afirmou ele.

Empresários apoiam – Hoje de manhã, representantes da Associação Comercial e Empresarial de Dourados, que esteve à frente do protesto de domingo, se reuniram com os ruralistas, no Sindicato Rural, e declararam apoio à manifestação do dia 22.

O presidente da Aced, Antônio Nogueira, disse que o manifesto levanta a mesma bandeira dos anteriores e por este motivo contará com o apoio da entidade. “Estes movimentos vão ao encontro do que a Aced defende. Também somos contra os desmandos administrativos e políticos do atual governo e por isto estaremos, mais uma vez, envolvidos neste movimento”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions