A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

09/09/2015 18:45

Mato Grosso do Sul cria 18 mil novas vagas de trabalho em 2014, segundo a Rais

Renata Volpe Haddad
Construção civil foi setor que mais demitiu em 2014. (Foto: Marcos Ermínio)Construção civil foi setor que mais demitiu em 2014. (Foto: Marcos Ermínio)

Foram criadas 18 mil vagas de empregos no ano passado em Mato Grosso do Sul, representando crescimento de 2,82% em relação a dezembro de 2013, segundo a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), divulgada hoje (9) pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego). O Estado atingiu 653,6 mil empregos formais em 2014. 

Veja Mais
MTE interditou 5 empresas em agosto, mas fiscalização preventiva é limitada
MTE publica portaria que reconhece a categoria de agricultor familiar

O setor que mais contribuiu com a criação de empregos foi o de serviços, que abriu 16.752 mil postos de trabalho em 2014, crescimento de 9,59%. A administração pública gerou 3.523 novas vagas, registrando aumentou de 2,78% no ano passado.

Comércio gerou 2,5 mil vagas, agropecuária 1,580 mil, indústria de transformação criou 787 novas vagas e serviços industriais de utilidade pública 652. O setor de extrativa mineral criou 2 novas vagas apenas em um ano.

Porém, a construção civil foi a que mais demitiu, sendo eliminados 7,9 mil postos de trabalho, apresentando variação de 21,24% em 2014.

Gênero – Conforme a Rais, os homens continuam ganhando mais que as mulheres em Mato Grosso do Sul. A remuneração média paga aos homens em 2014 era de R$ 2.412,73 mil, crescimento de 1,82% em comparação com 2013. Já a remuneração paga as mulheres, teve crescimento de 3,18%, registrando salário de R$ 2.131,57 mil.

Melhor pagamento – O setor que oferecia o melhor salário em 2014, segundo a Rais, era o comércio atacadista, com remuneração de R$ 4,9 mil, seguido do serviços industrias de utilidade pública, com salário de R$ 4,2 mil e administração pública, com pagamento de R$ 4 mil.

Por outro lado, a remuneração paga aos trabalhadores da construção civil teve queda de mais de 12% de 2013 para 2014, registrando salário de R$ 1,7 mil ano passado. Extrativa mineral também diminuiu o salário no ano passado em 6,33%, pagando R$ 2.954,69 mil.

Escolaridade - Trabalhadores com superior completo também tiveram salário reduzido em 2014, registrando queda de 8,41%. A remuneração paga em 2013 para os homens com faculdade, era R$ 6.439 mil em 2013, reduzindo para R$ 5.898,18 mil no ano passado.

O salário das mulheres com superior completo também foi reduzido em 2,88% no ano passado. Em 2013, as mulheres com graduação recebiam R$ 4.294,83 mil e em 2014 foi para R$ 4.170,98 mil.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions