A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

30/10/2016 19:11

Abstenção cresce no segundo turno, com 132,8 mil eleitores ausentes

Ainda assim, presidente do TRE se disse surpreso por esperar que o total de faltosos fosse maior

Richelieu de Carlo e Ricardo Campos Jr.
Locais de votação com corredores vazios marcaram votações deste domingo (30). (Foto: Fernando Antunes)Locais de votação com corredores vazios marcaram votações deste domingo (30). (Foto: Fernando Antunes)

Como projetado pela própria Justiça Eleitoral, a quantidade de eleitores de Campo Grande que não foram votar neste segundo turno foi maior em relação ao primeiro. No total, 132.865 (22,32%) de eleitores campo-grandenses não compareceram às urnas neste domingo (30).

Veja Mais
Vitória legitima Marquinhos e mostra vontade do povo, diz presidente do TRE
Na sede do TRE, aliados comemoram vitória de Marquinhos Trad

Em relação ao primeiro turno, aumentou em 18.579 a quantidade de eleitores que não foram votar, um acréscimo de 16,25%. No último dia 2 de outubro, a abstenção foi de 19,20%, que corresponde a 114.286 eleitores que deixaram de comparecer às urnas na Capital.

Os números de abstenções deste domingo surpreenderam o presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), desembargador Divoncir Schreiner Maran, que esperava quantidade maior de faltas em razão do ponto facultativo de sexta-feira (28) pelo Dia do Servidor Público e pela proximidade do Dia de Finados, celebrado no dia 2.

Tradição – Segundo o juiz eleitoral David de Oliveira, este resultado já era esperado, pois historicamente a participação dos eleitores no segundo turno é menor do que no primeiro.

Nas duas últimas eleições, em 2014 e 2012, os segundos turnos também coincidiram com feriado prolongado do Dia do Funcionário Público e, nos dois casos, o número de faltosos foi bem maior em relação ao primeiro.

Em 2012, o primeiro turno teve abstenção de 16,50% (92.671 eleitores). Já na segunda etapa, quando a disputa foi entre Alcides Bernal (PP) e Edson Giroto, o índice aumentou para 18,93% (104.066 eleitores).

Já em 2014, na disputa pelo governo do Estado, o cenário se repetiu, impulsionado por um feriadão em 28 de outubro. Na primeira etapa do processo eleitoral, a abstenção foi de 20,53%, ou seja, 373.191 eleitores não compareceram às urnas no Estado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions