A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

10/05/2016 09:55

Cuidado: seu paraquedas pode não abrir!

Alan de Farias Brito

Se for verdade que a mente humana é como um paraquedas, e que uma vez aberta ela nunca mais volta ao seu tamanho original, também pode ser verdade que há a possibilidade deste seu paraquedas vir com defeito de fábrica.

Imagine que você está a bordo de um avião com outras 99 pessoas e pouco antes da decolagem, o capitão dê o aviso que 17 dos 100 paraquedas disponíveis não abrirão em caso de queda da aeronave. Ainda assim você se arriscaria a fazer esta viagem?

O que você não sabe é que este aviso não esta sendo dado e, portanto, as pessoas estão arriscando suas vidas em uma viagem, desconhecendo seus resultados. Estou falando da adicção e da dependência química, pois a dependência química é apenas um dos fatores provocados pela adicção. Na verdade, o uso de drogas é apenas o estopim, a ponta do iceberg, de uma doença que se manifesta em todas as áreas da vida do indivíduo e o leva a autodestruição. A droga se torna apenas o instrumento para que isso se realize.

A adicção é uma doença bio-psico-social que se manifesta principalmente na compulsão e na obsessão por “aquilo que dá prazer” para o indivíduo e pode ser observada e diagnosticada ainda na infância. Porém, sua faceta mais conhecida e cruel se dá na dependência das drogas lícitas e ilícitas. É em seu consumo compulsivo que os adictos comportam-se fora dos padrões morais para conseguir a próxima dose/gole, em uma espiral vertiginosa que deturpa seus valores e os leva ao total descontrole das próprias vidas.

Ao menos 28 milhões de pessoas no Brasil têm algum familiar que é dependente químico, de acordo com o Levantamento Nacional de Famílias dos Dependentes Químicos (Lenad Família), feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em 2015.

Na adicção ativa, por se tratar de uma doença progressiva, incurável e fatal, o individuo tem apenas três caminhos: instituição, prisão ou cemitério.

Enquanto há vida, há esperança. O que as pessoas não se lembram no desespero da queda livre é que existe o paraquedas reserva, para acioná-lo, porém, é preciso manter a calma e lembrar-se do treinamento e ter fé que dará tudo certo. Sim, existe um treinamento e ninguém precisa cair em direção à morte sem uma segunda chance.

Se você está lendo isto, se identificando e acredita que pode sofrer de adicção deixe a vergonha de lado, o preconceito e procure um grupo de ajuda mútua. Admitir e pedir ajuda são os passos mais importantes.

Porém, provavelmente, se você está com este problema terá dificuldade em admitir, por isso é tão importante refletir e aceitar. Isso também serve para as pessoas próximas aos adictos, porque quem ama de verdade precisa entender que a exigência é fundamental para que essa pessoa melhore.

Um dos passos mais recomendados é procurar o Amor-Exigente, que é um programa de auto e mútua ajuda, que desenvolve preceitos para a organização da família, que são praticados por meio dos 12 princípios básicos e éticos, que sensibilizam as pessoas, levando-as a perceberem a necessidade de mudar o rumo de suas vidas e do mundo, a partir de si mesmas.

Um último apelo: Se você está passando por isso, procure ajuda e eles comprovarão o que digo: só por hoje, um dia de cada vez e você nunca mais vai precisar usar!

*Alan de Farias Brito é jornalista

Muito, pouco
No dia 3 de maio de 2016, foi promulgado o Decreto nº 8.737, que institui o Programa de Prorrogação da Licença-Paternidade para os servidores público...
A bolha da saúde brasileira está prestes a explodir
A crise econômica e o crescente índice de desemprego da população brasileira refletiram diretamente no setor da saúde. Recente estudo revelou que mai...
Marchinhas do coração
Sei que existem as marchinhas preferidas do coração. São as do passado ou do presente, mas não é delas que quero falar, e, sim, do sofrido coração br...
Reforma da Previdência: aprofundando o deserto na vida dos trabalhadores
O cinema enquanto “sétima arte” muitas vezes busca retratar realidades cotidianas na telona. Não foi diferente o filme “Eu, Daniel Blake”, ganhador d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions