A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Junho de 2018

24/01/2017 14:06

Habemus praefectu!

Por Heitor Freire (*)

Das colinas dos altos da Afonso Pena, surgiu uma fumaça branca anunciando Urbi et orbi”: Habemus Praefectu!

Estamos vivendo tempos de um alvorecer radioso em nossa cidade. Pelo que estamos observando das primeiras atitudes do prefeito Marquinhos Trad, a cidade conta novamente com um administrador focado nas mais prementes necessidades de nossa capital.

É alentador e animador o início de seu mandato. As medidas já tomadas demonstram uma preocupação com o bem estar da população.

Depois do tenebroso período vivido nos últimos quatro anos, quando os dois cidadãos que ocuparam o cargo de prefeito contrariaram as mais elementares regras de administração pública, estamos respirando de alívio. Nós aprendemos que nada acontece por acaso. Foi um mal necessário. Mas se esgotou.

O acompanhamento pessoal das atividades dos órgãos que compõem a prefeitura mostra o perfil de um administrador moderno e interessado na execução das ações do seu governo.

As visitas que Marquinhos Trad tem feito de forma inesperada e sem agendamento prévio produz dois efeitos benéficos: o primeiro, mantém os funcionários em alerta e ativos porque a qualquer momento podem receber a visita inspecionadora do prefeito; e, o segundo, ele tem a visão in loco das situações e das providências necessárias para agilizar as ações decorrentes e depuradoras: A um piparote, chicote.

Depois de uma campanha na qual foi muito criticado e injuriado, Marquinhos conseguiu uma vitória consagradora nas urnas. Que é o coroamento de um trabalho constante de muito tempo.

Desde a época da vereança, passando pelos três mandatos como deputado estadual em que sempre se notabilizou pela visita permanente a locais carentes e a uma atividade constante buscando atender às necessidades da população mais sofrida, Marcos Trad construiu um capital político que se traduziu nas suas votações.

Por intermédio de seu programa de televisão e com o seu bordão de verdadeiro amigo conquistou e fidelizou uma parcela significativa de eleitores.

“Eu quero a população dentro da nossa administração, participando, fiscalizando a aplicação do dinheiro e a qualidade das obras. Fizemos um decreto para que, pelo menos duas pessoas da região onde forem executados os serviços de tapa-buraco, assinem o documento de controle social, com nome e telefone de contato, atestando que a obra foi bem feita” proclamou o novo prefeito em sua página no Facebook.

E continua: “Estamos preparando escolas e Ceinfs para a volta às aulas, limpando pátios e substituindo luminárias queimadas. Os serviços de tapa-buraco avançam pela cidade e o fim do impasse com a Santa Casa e o Hospital do Câncer assegura o justo atendimento aos campo-grandenses. São os primeiros passos de um longa jornada de trabalho”.

Conclui: “Sempre gostei de ir aos bairros e conversar com as pessoas. Agora não é diferente. Para quem quer acertar, é muito importante ouvir”.

As afirmações do prefeito são verdadeiras, o que lhe confere credibilidade. No caso da Santa Casa, posso atestar a veracidade de suas palavras.

A mudança no trato com nossa Instituição já sinalizou um período auspicioso e tranqüilo, proporcionando à nossa diretoria a iniciativa de mudanças que já se revelaram muito benéficas.

Fazemos votos de que essas atitudes continuem para alívio da nossa população e para confirmação de suas promessas de campanha: Alvíssaras!

(*) Heitor Freire é corretor de imóveis e advogado

O impacto da arte
Campo Grande foi agraciada neste fim de semana com um espetáculo de dança-teatro que, certamente, é digno de ser apresentado nas maiores cidades do m...
Promessas inviáveis
Nos próximos seis meses, assistiremos a três eventos: bons jogos de futebol, repetitivas eleições e promessas inviáveis. Os primeiros, em função da C...
É possível reduzir a carga tributária em processos de inventários e doações
Mesmo se tratando de uma taxa que também incide na comunicação de transferência de bens e imóveis, o ITCMD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doa...
A descotização da Eletrobras
A maior empresa de geração e distribuição de energia elétrica do país, a Eletrobras, amarga prejuízos nos últimos anos em função da política energéti...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions