A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

02/02/2011 13:18

O inimigo de Dourados está solto

Por Eleandro Passaia (*)

Não faz muito tempo que retornei a Dourados. Poucos meses distante e ares de eternidade.

Na chegada, uma decepção - reencontrei um inimigo antigo. Pensei que com os acontecimentos de setembro de 2010 o mau caráter fosse fugir, mas ele continua por aqui e se arma para ressurgir triunfalmente.

Ele precisa ser desarmado. Se colocarmos na mesa fria as obras feitas em Dourados nos últimos anos, o resultado da autópsia vai revelar que estão entre as mais caras, mas não entre as mais belas e nem melhor estruturadas. Culpa principal de nosso grande adversário político.

Para derrotá-lo, agarro-me às afirmações de homens da lei a exemplo do juiz federal Odilon de Oliveira, que também deseja cassar o algoz de Dourados.

Pergunto-me, no entanto, se o próximo prefeito está disposto a aumentar as fileiras daqueles que querem eliminar o inimigo que castiga a cidade. A tarefa requer pulso firme, pois para combate-lo, é preciso primeiro enfrentar empreiteiros e parlamentares acostumados com a farra das propinas.

Se a missão parecer utopia, comecemos a revolução pela transformação de nossas mentes. Eliminar o corrupto é uma luta sem vitórias, porém, combater a corrupção do setor público é um desafio possível. Quando as torneiras que jorram dinheiro fácil forem de fato fiscalizadas, a política deixará de ser um “bom negócio” para quem procura riquezas.

Assim, será essencial que o novo prefeito assine um TAC( Termo de Ajustamento de Conduta) com o Ministério Público, determinando novas regras para o setor de licitação. Uma vez celebrado, os próximos administradores da cidade não poderão mais mudar o que for acordado nesse TAC.

Apresento 3 necessidades urgentes, dentre tantas outras que poderão ser sugeridas pela sociedade organizada:

- Que todos os editais sejam divulgados integralmente na internet, possibilitando que qualquer empresa do Brasil participe da disputa de preços, conforme já sugeriu em entrevista o promotor Paulo Zeni;

- Que o pregão eletrônico - na prática e não apenas no papel - passe a ser a modalidade preferencial dos processos licitatórios;

- E que a prefeitura não se oponha à comissão que inevitavelmente será criada pela própria comunidade para acompanhar todos os processos, desde a elaboração dos editais, passando pela assinatura dos contratos à entrega dos produtos e serviços.

Este último item é o mais importante já que dará a população o direito de fiscalizar todas as compras e contratações feitas pelo poder executivo. A proposta audaciosa fará torcer o nariz de muita gente mal intencionada, mas vai encher de alegria e esperança quem espera retorno dos impostos pagos.

O prefeito que será eleito no próximo domingo deverá escolher entre agradar os corruptos travestidos de políticos profissionais ou atender o anseio popular. Se for corajoso receberá as honrarias de um líder destemido; mas se lhe faltar tal nobreza fatalmente terá muita dor de cabeça em outubro de 2012.

Coragem é um dom nobre revelado com AÇÃO. Não há justificativa para permitir que continue vivo o nosso principal inimigo político: a CORRUPÇÃO.

(*) Eleandro Passaia é jornalista, ex-secretário da Prefeitura de Dourados na gestão do prefeito Ari Artuzi.

A arte de viver em família
Família é algo maravilhosamente complicado. Uma manifestação artística que auxilia a lidar com seus pontos positivos e negativos está no filme romeno...
A importância da atividade física na adolescência
A ciência tem mostrado, há anos, que a prática de atividade física regular é garantia de saúde e, quando praticada desde cedo pelos jovens, pode otim...
O “Lado B” da delação premiada
Embora não seja novo no nosso Direito, é fato que o instituto da “delação premiada” passou a ser muito utilizado somente após a regulamentação que lh...
Inteligência espiritual
Parece-me que há alguns estudiosos de psicologia que costumam misturar ciência com religião, duas atividades mentais bem distintas, com metodologias ...



O futuro senador pelo "Estado de Guaicurus", Eleandro Passaia, apresenta pontos interessantes e importantes. Os três pontos poderiam ser colocados em prática, também, pelos demais executivos de nosso riquíssimo Estado de Mato Grosso do Sul.

O futuro prefeito de Dourados, e ex-Vice Governador do Estado de Mato Grosso do Sul (numa eleição onde apresenta-se ao eleitorado algo próximo a uma chapa única), informar ter gasto mennos de R$150 mil. Nem precisava... bastasse solicitar aos cidadãos douradenses elencar os seus inúmeros serviços prestados à cidade de Dourados quando esteve presente na vice-governadoria.

Fico feliz ao saber que a mídia televisiva está acompanhado as mazelas douradenses de perto. A continuar assim, teremos notícias pormenorizadas das riquezas produzidas pelo agronegócio sulmatogrossense e seu evidente investimento na região.

Aos douradenses cabe formarem-se mais criticamente, independentemente de interesses inconfessáveis de elites intelectuais.

Que esse ano de 2011 seja melhor, realmente.
 
Carlos Alberto Cordeiro em 02/02/2011 04:09:53
É uma grande e boa idéia, se for colocada em prática, com certeza será também um bom caminho para os douradenses exercerem de fato a cidadania que, por enquanto, no Brasil, é apenas um nome, bonito até. E principalmente da boca dos políticos só se escuta no período de campanha. E o próprio político eleito esquece que governar a favor do povo também é um exercício de cidadania. Parabéns ao sr. Eleandro Passaia.
 
Fr. José Basto em 02/02/2011 02:28:31
Ola, como admiro esse Passaia, rezo para aparecer milhões deles, por que esse nosso Brasil esta podre, a Corrupçao e geral, e como urge novos lideres dignos, honrrados e principalmente que tenha tido berço de uma familia que tenha passado valores que hoje esta esquecido e que alias, nao tem temor a Deus, por que so plantam o mal.
Vao arder no fogo do inferno.
 
Elizabete Rodrigues Santa Barbara em 02/02/2011 02:03:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions